[Mercado] Carro tornou-se ‘bem obsoleto’ para portugueses... - Página 6

Página 6 de 6 PrimeiraPrimeira ... 56
A mostrar resultados 151 para 179 de 179

Título: Carro tornou-se ‘bem obsoleto’ para portugueses...

  1. #151
    Piloto Lendário TerranoII's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2005
    Posts
    31,851

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Gmigas Ver Post
    Há outra coisa que também contribui para isto, pelo menos na minha ótica.

    Hoje gostar de carros não é fixe, mas gostar de iPhones, iPads e Macbooks já é "cool". Ir a Londres em regime Low-Cost é "cool", viajar de carro é "uncool". Eu farto-me de ouvir bocas, mas entram-me a 100 saem-me a 200.
    Por acaso confirmo que os teenagers de agora a grande maioria não percebe puto de automóveis e raramente o assunto de conversa deixa de ser as tecnologias mais recentes...e já nem de gajas falam...um destes dias com uns familiares mais novos foi difícil acompanhar a conversa dos iphones disto e daquilo além do "eu tenho este " ..sinais do tempo. Seja como for quando metem o cu no Golf e aquilo bufa já pensam duas vezes, então quando lhe digo "segura-te agora na rotunda" até se borram todos..bendito XDS


  2. #152
    Piloto de Fórmula 1 Vocsa's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    Vocsistão: Independência já!
    Posts
    15,413

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por TerranoII Ver Post
    Por acaso confirmo que os teenagers de agora a grande maioria não percebe puto de automóveis e raramente o assunto de conversa deixa de ser as tecnologias mais recentes...e já nem de gajas falam...um destes dias com uns familiares mais novos foi difícil acompanhar a conversa dos iphones disto e daquilo além do "eu tenho este " ..sinais do tempo. Seja como for quando metem o cu no Golf e aquilo bufa já pensam duas vezes, então quando lhe digo "segura-te agora na rotunda" até se borram todos..bendito XDS
    Parece off-topic mas não é:

    Este fim de semana fui a um pequeno bar ouvir musica ao vivo.

    A maioria das mesas era de pessoas com os iphones ou Samsungs, cada um absorto no seu. E nem eram teenagers...

    Fiquei um bocado chocado sinceramente. Com o passar da noite lá começaram a virar os aparelhos para o cantor, tiravam umas fotos e gravavam. Depois por fim lá desistiram e o artista levou a melhor. Ainda lhe dei os parabéns: ganhaste a luta com os Iphones

    Com os carros é igual. Abrir o capot deve ser assim uma coisa muito out.

    Quando entrei no Clio IV percebi que a evolução em relação ao III passava por aí: alguma tecnologia relacionada com ecrãs e entradas aux, etc.

    Mas perguntei-me: Isto tem mais qualidade que o III? Na altura não me pareceu nada, apesar do contacto ter sido algo breve.

    Volto a dizer: São os tempos senhores!

  3. #153
    Piloto Lendário EscapeLivre's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2012
    Localização
    "Às vezes é no meio do silêncio que descubro as palavras por dizer"
    Posts
    39,075

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Gmigas Ver Post
    Há outra coisa que também contribui para isto, pelo menos na minha ótica.

    Se antigamente gostar de carros e ser entusiasta era cool, hoje é "uncool".

    É socialmente mal visto comprar determinado tipo de carros, pelo menos nas camadas mais baixas. Eu quando digo que ando a querer um Type-R raramente ouço boas críticas, só ouço boas críticas de quem gosta de carros, de resto amigos meus só apontam o dedo e gozam, com bocas do género "Vais passar a morar nas bombas".

    Hoje gostar de carros não é fixe, mas gostar de iPhones, iPads e Macbooks já é "cool". Ir a Londres em regime Low-Cost é "cool", viajar de carro é "uncool". Eu farto-me de ouvir bocas, mas entram-me a 100 saem-me a 200.
    É bem verdade. E nem é só quanto ao type R. Basta dizeres que tens um 1.4i a gastar 8L de gasolina e ficam logo todos alarmados pelo menos a mim já me aconteceu isso.

    Quem trabalha em torres de escritório apercebe-se bem do que descreves, está mesmo na moda isso dos smartphones e tablets e afins para passar a vida no facebook, etc, é só ver gente à porta dos edifícios a fumar e com os aparelhos na mão.

  4. #154
    Piloto Lendário EscapeLivre's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2012
    Localização
    "Às vezes é no meio do silêncio que descubro as palavras por dizer"
    Posts
    39,075

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por marrokino Ver Post
    Em 1974 eu não era nascido, mas na minha família já toda a gente tinha carro desde avós tios etc. Já começava a haver mais que um carro por casa a grande diferença é que quem comprava o carro pagava o mesmo e não eram tão descartáveis como atualmente.
    10 anitos depois, o carro de minha casa era apenas usado para passeios de fim de semana e curtas deslocações (Levar e trazer os meninos à escola "Eu").
    Portanto de acordo com as ideologias de algumas pessoas deste topico, em 1974 o carro era obsoleto.
    Pois mas comparando a hoje, ter um carro era muito mais difícil. Para além, claro, da crise do inicio dos anos 80 até tipo 83 / 84 e aí muitos mal tinham dinheiro para transporte público.

    É também curioso que a malta ( não me refiro a ti ) por vezes fala dos anos 80 e 90 como anos de ouro mas a primeira metade dos anos 80 foi muito má.

  5. #155
    Piloto Lendário EscapeLivre's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2012
    Localização
    "Às vezes é no meio do silêncio que descubro as palavras por dizer"
    Posts
    39,075

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Vocsa Ver Post
    Mas como conheces a realidade de Lx e Alentejo concordarás que a percepção é completamente diferente.

    Eu que agora vivo fora das grandes metrópoles só levo com criticas por ter um carro a gasolina. É uma perseguição tremenda. Em especial sendo um 1.8, parece uma aberração, a maioria das pessoas nem quer acreditar

    Mas não se critica o carro em si.
    A malta ainda vive com o fantasma de nos anos 80 e 90 muitos carros a gasolina com 1.4 ou 1.6 facilmente gastarem mais de 10L mesmo com condução cuidada.....mas os tempos mudaram e já na altura havia motores mais poupados com cilindradas semelhantes.


  6. #156
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Mar 2014
    Localização
    Delft
    Posts
    304

    Por Defeito

    A gasolina nos anos 80 era mais barata e permitia circular mais km por menos dinheiro. Com a entrada na UE em 86 o país cresceu muito e os salários também e as pessoas passaram a poder comprar carro, tendo também acesso fácil a crédito. A cidade (principalmente Lisboa e Porto) espalhou-se, as pessoas do interior migraram para o litoral e criaram-se os grandes centros urbanos. Na geração do meu avô que era de Sacavém, as pessoas compravam casa perto do trabalho porque tinham um trabalho quase para a vida, e a sua mobilidade era reduzida e os custos mesmo muito baixos, dando para uma boa maioria ir mesmo a pé para o trabalho. Hoje achamos que quem vai a pé para o trabalho é sortudo, mas dantes era essa a norma.

    A cidade espalhou-se e as pessoas passaram a fazer muitos mais km por dia, para fazer exatamente a mesma coisa que dantes faziam, ou seja, a acessibilidade (termo técnico) manteve-se, mas com mais km por dia e com custos muito superiores. O pai de família de hoje em dia sai do trabalho numa ponta da cidade, vai buscar um filho a outra ponta, depois vai buscar outro filho numa outra ponta, para levar a família para casa noutro extremo totalmente diferente, quando nos anos 70-80 havia a política de ter as escolas e as creches, perto de casa, assim como os irmãos todos na mesma escola. As crianças a partir dos 12 anos iam sozinhas para a escola de transportes. Hoje em vez de se ir ao pão à padaria da frente, cujo comércio precisa tanto, muitos pegam no carro e compram meia-dúzia de coisas nas grandes superfícies, julgando que é mais barato mas não consideram nessa análise o tempo e dinheiro extras perdidos. A cidade espalhou-se e as coisas ficaram para o cidadão comum, todas mais longe, obrigando cada um a ter que se deslocar cada vez mais km para fazer o mesmo, gastando mais em mobilidade.

    Lisboa por exemplo todos os anos perde população. As pessoas vão para os subúrbios porque querem poupar por exemplo 20 mil euros numa casa, ou porque as casas em Lisboa ficaram com preços proibitivos, mas mais de 20 mil euros vão essas mesmas pessoas gastar em mobilidade, ao longo do empréstimo da casa, porque terão de habitar nos subúrbios. Quem tiver tempo leia este artigo que está muito bom. As cidades precisam de ficar mais compactas, as coisas precisam de ficar mais perto umas das outras, mas para isso temos de restringir a quantidade de automóveis que entram na cidade, porque esses mesmos automóveis ocupam muito espaço. Fora das cidades, não julgo que no longo prazo haverão alternativas válidas para o automóvel.

  7. #157
    Piloto Lendário EscapeLivre's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2012
    Localização
    "Às vezes é no meio do silêncio que descubro as palavras por dizer"
    Posts
    39,075

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por tiagoraraujo Ver Post
    A gasolina nos anos 80 era mais barata e permitia circular mais km por menos dinheiro. Com a entrada na UE em 86 o país cresceu muito e os salários também e as pessoas passaram a poder comprar carro, tendo também acesso fácil a crédito. A cidade (principalmente Lisboa e Porto) espalhou-se, as pessoas do interior migraram para o litoral e criaram-se os grandes centros urbanos. Na geração do meu avô que era de Sacavém, as pessoas compravam casa perto do trabalho porque tinham um trabalho quase para a vida, e a sua mobilidade era reduzida e os custos mesmo muito baixos, dando para uma boa maioria ir mesmo a pé para o trabalho. Hoje achamos que quem vai a pé para o trabalho é sortudo, mas dantes era essa a norma.

    A cidade espalhou-se e as pessoas passaram a fazer muitos mais km por dia, para fazer exatamente a mesma coisa que dantes faziam, ou seja, a acessibilidade (termo técnico) manteve-se, mas com mais km por dia e com custos muito superiores. O pai de família de hoje em dia sai do trabalho numa ponta da cidade, vai buscar um filho a outra ponta, depois vai buscar outro filho numa outra ponta, para levar a família para casa noutro extremo totalmente diferente, quando nos anos 70-80 havia a política de ter as escolas e as creches, perto de casa, assim como os irmãos todos na mesma escola. As crianças a partir dos 12 anos iam sozinhas para a escola de transportes. Hoje em vez de se ir ao pão à padaria da frente, cujo comércio precisa tanto, muitos pegam no carro e compram meia-dúzia de coisas nas grandes superfícies, julgando que é mais barato mas não consideram nessa análise o tempo e dinheiro extras perdidos. A cidade espalhou-se e as coisas ficaram para o cidadão comum, todas mais longe, obrigando cada um a ter que se deslocar cada vez mais km para fazer o mesmo, gastando mais em mobilidade.

    Lisboa por exemplo todos os anos perde população. As pessoas vão para os subúrbios porque querem poupar por exemplo 20 mil euros numa casa, ou porque as casas em Lisboa ficaram com preços proibitivos, mas mais de 20 mil euros vão essas mesmas pessoas gastar em mobilidade, ao longo do empréstimo da casa, porque terão de habitar nos subúrbios. Quem tiver tempo leia este artigo que está muito bom. As cidades precisam de ficar mais compactas, as coisas precisam de ficar mais perto umas das outras, mas para isso temos de restringir a quantidade de automóveis que entram na cidade, porque esses mesmos automóveis ocupam muito espaço. Fora das cidades, não julgo que no longo prazo haverão alternativas válidas para o automóvel.
    Não é que não concorde com algumas coisas que dizes, mas nem todos gostam de morar nos centros das cidades....o barulho, a poluição, a falta de estacionamento fácil, prejudica e muito.

    Nos suburbios por norma há sempre muito mais estacionamento e em alguns casos os transportes públicos estão perto.

    Os tempos evoluem, temos vias rápidas para alguma coisa tem de servir. Falta é mais oferta de transportes públicos.

    E antigamente as crianças não iam sozinhas só com 12 anos, mas com menos ainda. Este é outro problema, muitos pais não querem que o filho de 10 anos ande de autocarro........será que é assim tão mais perigoso do que nos anos 90 ou 80 ?

  8. #158
    Banido AlexKarelin's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2015
    Posts
    6,087

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Vocsa Ver Post
    Eu que agora vivo fora das grandes metrópoles só levo com criticas por ter um carro a gasolina. É uma perseguição tremenda. Em especial sendo um 1.8, parece uma aberração, a maioria das pessoas nem quer acreditar
    Curioso !

    Porque actualmente de facto um 1,8 é um motor pequeno.

    Há 30 anos ou mais, num cenário predominantemente de motores 1,3 até um 1,6 se destacava um bocadinho, hoje um motor grande cá em Portugal só um 6 cilindros ou mais e se formos para outros sítios só 8 ou mais.

    É engraçado observar como certos locais e opiniões pararam no tempo.

    P.S.: Que diriam essas pessoas de uns primos meus em que ele tem como daily-drive um 6,2 e ela um 4,7 ?

  9. #159
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Mar 2014
    Localização
    Delft
    Posts
    304

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por EscapeLivre Ver Post
    Não é que não concorde com algumas coisas que dizes, mas nem todos gostam de morar nos centros das cidades....o barulho, a poluição, a falta de estacionamento fácil, prejudica e muito.

    Nos suburbios por norma há sempre muito mais estacionamento e em alguns casos os transportes públicos estão perto.

    Os tempos evoluem, temos vias rápidas para alguma coisa tem de servir. Falta é mais oferta de transportes públicos.

    E antigamente as crianças não iam sozinhas só com 12 anos, mas com menos ainda. Este é outro problema, muitos pais não querem que o filho de 10 anos ande de autocarro........será que é assim tão mais perigoso do que nos anos 90 ou 80 ?
    Mas todas essas consequências que apontas para a falta de qualidade de vida nas cidades, como poluição ou ruído, são exatamente a consequência de termos cidades a pensar apenas no automóvel. Mais de 90% da poluição e ruído nas cidades são provocadas por motores de combustão, todavia por outro lado, criticas a cidade por ter falta de estacionamento. Estamos perante a quadratura do círculo.

    O problema é que esse espalhamento ou expansão da cidade, foi feito quando a gasolina era muito mais barata. O grande espalhamento urbano nas cidades americanas, começou nos anos 50-60 quando o petróleo custava menos de 10 dólares por barril e por essa altura um carro consumia 30 litros aos 100km. Agora com a gasolina cada vez mais cara (em média retirando as variações sazonais e ficando apenas com a tendência geral) esse modelo de desenvolvimento urbano está totalmente ultrapassado pois é pouco eficiente.

    Citação Originalmente Colocado por Vocsa
    Eu que agora vivo fora das grandes metrópoles só levo com criticas por ter um carro a gasolina. É uma perseguição tremenda. Em especial sendo um 1.8, parece uma aberração, a maioria das pessoas nem quer acreditar
    Esse é mais um sofisma imposto pela indústria automóvel, de que agora os carros têm de ser todos cada vez mais "verdes" obrigando cada um a ter de trocar de carro de 5 em 5 anos para ficar cada vez mais "verde"! Uma pessoa que viva no campo, fora das grandes metrópoles ou mesmo numa pequena cidade, com um 2.0 a gasolina, o que polui é muito menos severo para a saúde pública, do que alguém com um 1.2 a gasolina num grande centro urbano, apinhado de pessoas. Por isso os holandeses foram os primeiros a pensar num sistema onde cada carro tinha GPS (não avançou por questões de privacidade) e cada um pagava impostos em função do local onde andasse com o carro.

  10. #160
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Mar 2014
    Localização
    Delft
    Posts
    304

    Por Defeito

    Mais um exemplo interessante, na Holanda, um país que apesar de ter muitos carros, e onde os cidadãos têm uma mobilidade mais verde, pois apostam numa equilibrada repartição modal, o imposto sobre o automóvel congénere ao IUC não depende das emissões de CO2 nem da cilindrada, mas apenas do tipo de combustível e do peso. O fator "verde" a par com a "fiscalidade verde" foi apenas um método de tornar as coisas mais caras e obrigar os automobilistas a trocar de carro mais vezes, como o famigerado caso do centro de Lisboa.

  11. #161
    Piloto Lendário EscapeLivre's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2012
    Localização
    "Às vezes é no meio do silêncio que descubro as palavras por dizer"
    Posts
    39,075

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por tiagoraraujo Ver Post
    Mais um exemplo interessante, na Holanda, um país que apesar de ter muitos carros, e onde os cidadãos têm uma mobilidade mais verde, pois apostam numa equilibrada repartição modal, o imposto sobre o automóvel congénere ao IUC não depende das emissões de CO2 nem da cilindrada, mas apenas do tipo de combustível e do peso. O fator "verde" a par com a "fiscalidade verde" foi apenas um método de tornar as coisas mais caras e obrigar os automobilistas a trocar de carro mais vezes, como o famigerado caso do centro de Lisboa.
    Se o meu carro fosse anterior a 2000 ( não cumprindo euro III ) , nunca mais na vida entraria no centro da capital, nem a pé nem de transportes públicos.

    Aliás cada vez menos me identifico com Lisboa, portanto também não saio prejudicado, mas quem precisa/quer ir ao centro da cidade e não pode devido ao Euro III, é de facto mau, a meu ver.

  12. #162
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Mar 2014
    Localização
    Delft
    Posts
    304

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por EscapeLivre Ver Post
    Se o meu carro fosse anterior a 2000 ( não cumprindo euro III ) , nunca mais na vida entraria no centro da capital, nem a pé nem de transportes públicos.

    Aliás cada vez menos me identifico com Lisboa, portanto também não saio prejudicado, mas quem precisa/quer ir ao centro da cidade e não pode devido ao Euro III, é de facto mau, a meu ver.
    É totalmente injusto porque não se penaliza o poluidor de forma justa. Alguém que tenha um carro de 1990 e o leve a Lisboa uma vez por mês ou numa situação muito ocasional, polui muito menos que alguém que leva um de 2005 todos os dias, pois o fator poluição é comulativo.

    Bem mais justo, bem sei que não terei adeptos nesta matéria por aqui, é simplesmente um sistema de portagem urbana (um euro por exemplo), independentemente do ano do carro. Isto foi mais um ardil da CML para orbrigar à compra de carro novo.

    Já agora, porque te negas a andar de transportes públicos em Lisboa?

  13. #163
    Piloto Lendário EscapeLivre's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2012
    Localização
    "Às vezes é no meio do silêncio que descubro as palavras por dizer"
    Posts
    39,075

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por tiagoraraujo Ver Post
    É totalmente injusto porque não se penaliza o poluidor de forma justa. Alguém que tenha um carro de 1990 e o leve a Lisboa uma vez por mês ou numa situação muito ocasional, polui muito menos que alguém que leva um de 2005 todos os dias, pois o fator poluição é comulativo.

    Bem mais justo, bem sei que não terei adeptos nesta matéria por aqui, é simplesmente um sistema de portagem urbana (um euro por exemplo), independentemente do ano do carro. Isto foi mais um ardil da CML para orbrigar à compra de carro novo.

    Já agora, porque te negas a andar de transportes públicos em Lisboa?
    Só me nego a andar de transportes públicos em Lisboa caso algum dia exista alguma lei que proíba o meu carro de andar no centro da cidade.
    Se assim for, não meto lá mais os pés. Não temos propriamente um país em que qualquer cidadão possa trocar de carro quando lhe apetece.

    Mas até lá, continuo a ir lá de vez em quando, seja de carro ou de metro.

  14. #164
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Jun 2012
    Localização
    Sitio onde são feitos os sonhos
    Posts
    1,550

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por tiagoraraujo Ver Post
    A gasolina nos anos 80 era mais barata e permitia circular mais km por menos dinheiro.

    Isto não é verdade de todo, não se pode olhar para os números em absoluto.

    Dados do Pordata

    Gasolina Super 1980 2,34€/L 1985 2,12€/L 1989 1,56€/L



    Gasolina R.O.N 95 2014 1,52€/L 2012 1,64€/L (pico)



    Isto sem falar que os carros hoje gastam menos e mais de 70% dos carros atualmente são a gasóleo que é mais barato.


    A unica altura em que realmente foram mais baratos foi no inicio dos anos 90 mas foi a excepção e não a regra.

  15. #165
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Jan 2015
    Posts
    329

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Vocsa Ver Post
    Mas como conheces a realidade de Lx e Alentejo concordarás que a percepção é completamente diferente.

    Eu que agora vivo fora das grandes metrópoles só levo com criticas por ter um carro a gasolina. É uma perseguição tremenda. Em especial sendo um 1.8, parece uma aberração, a maioria das pessoas nem quer acreditar

    Mas não se critica o carro em si.
    O teu comentário encaixa que nem uma luva no meu caso... 2.0 gasolina... Tavas bem servido (1.5 a gasóleo), agora é que vais ver, não largas as bombas, os motores a gasolina duram menos, quando fores vender ninguém lhe pega, vai-te nascer um quisto no rabo, ai ai ai, os 5000 euros que poupas pela na versão a gasolina gastas na galp em duas semanas, ai ai ai, vem ai o fim do mundo em cuecas... cuprimentos a todos

  16. #166
    Chefe de Equipa MrsX's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2007
    Posts
    29,584

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por jeremiasforalei Ver Post
    Por aqui também se encara o carro como electrodoméstico. Quanto menos gastar e menos chatices der, melhor!

    A amostra do estudo não é representativa da sociedade portuguesa. Mais de 50 % dos portugueses nunca mexeram num computador. Mas ao apanhar uma amostra com população mais jovem, podemos concluir a tendência para o futuro:

    Finalmente os Dacia vão vender bem!
    Nada mais errado. A população portuguesa tem tido uma evolução brutal no que toca ao uso da internet... são cerca de 7M os seus utilizadores.

  17. #167
    Banido jeremiasforalei's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2015
    Localização
    A caminho do 4.º resgate...
    Posts
    4,118

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por MrsX Ver Post
    Nada mais errado. A população portuguesa tem tido uma evolução brutal no que toca ao uso da internet... são cerca de 7M os seus utilizadores.
    Tens razão. Baseei-me em dados antigos e a evolução a esse nível tem sido realmente brutal.

    http://www.pordata.pt/Portugal/Indiv...+por+sexo-1142

  18. #168
    Piloto de Troféu Hecho's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2010
    Posts
    6,815

    Por Defeito

    Eu apesar de ter carta desde os 18 nos primeiros anos mal peguei num carro.

    Desde que vá vivendo em cidades com bons transportes, ter um carro é algo secundário e desnessário. Sou mais um daqueles que acha que fins de semana em Londres valem bem mais que uma conta do mecanico.
    E seguros, estacionamento, impostos..

    A ter que ter um carro, porque apesar de tudo se precisar de um carro tenho sempre carros disponiveis na familia para pedir emprestado, nunca há de ser um carro caro, será sempre com uma componente racional grande.

  19. #169
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Oct 2015
    Localização
    No centro do mundo
    Posts
    2,959

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Hecho Ver Post
    Eu apesar de ter carta desde os 18 nos primeiros anos mal peguei num carro.

    Desde que vá vivendo em cidades com bons transportes, ter um carro é algo secundário e desnessário. Sou mais um daqueles que acha que fins de semana em Londres valem bem mais que uma conta do mecanico.
    E seguros, estacionamento, impostos..

    Ao ver os putos de 16 anos de hoje nunca lhes vejo aquele brilho nos olhos, de cada vez que passa um carro por eles, que eu tinha nos meus 16 anos. Petrolheads como eu são uma espécie em vias de extinção

  20. #170
    Piloto de Troféu carbookk's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2015
    Localização
    algures na lua
    Posts
    6,569

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Hecho Ver Post
    Eu apesar de ter carta desde os 18 nos primeiros anos mal peguei num carro.

    Desde que vá vivendo em cidades com bons transportes, ter um carro é algo secundário e desnessário. Sou mais um daqueles que acha que fins de semana em Londres valem bem mais que uma conta do mecanico.
    E seguros, estacionamento, impostos..

    A ter que ter um carro, porque apesar de tudo se precisar de um carro tenho sempre carros disponiveis na familia para pedir emprestado, nunca há de ser um carro caro, será sempre com uma componente racional grande.
    num certo sentido tens razão viver dentro da cidade que tenha uma boa rede de transportes é melhor que ter uma viatura e poupa-se imenso nas despesas agregadas, e quanto a pedir um carro emprestado a um familiar a a história já pia fino, uma vez por outra, agora constantemente, há de chegar a uma altura que te vão negar e vais ter de adquirir uma viatura quer queiras ou não...

    mas infelizmente Portugal só está bem de transportes públicos onde existe maior densidade populacional, em zonas mais remotas onde não há ou tens carro ou estás lixado tão simples quanto isto, portanto o carro está bem longe de ser um meio transporte obsoleto para a esmagadora maioria dos Portugueses...

    agora se me disseres que perante o que se passa nos últimos anos no nosso País a nível económico, o pessoal não tem meios(€€€) de tirar a carta ou adquirir uma viatura seja ela nova ou velha e depois suportar as suas despesas , ai a história já é completamente diferente...

    o que ExCon respondeu e muito bem as gerações mais recentes derivado sua situação financeira, não dá o mesmo valor que nós na idade deles a uma viatura, simplesmente para esta geração tomara terem rendimento para irem vivendo minimamente, quanto mais tirar uma carta ou adquirir um carro, sobretudo sem haver empregos , e segurança nos mesmos, graças ao belo governo do Coelho e Passos, foi o que se criou deram a faca e o queijo para o patronato, e agora a fazem o que querem e bem lhes apetece, deixamos de ser funcionários para ser meros números, para não dizer escravos, depois querem que isto ande para a frente...

    resumindo o carro não se está a tornar obsoleto para os Portugueses, o problema muitos não tem estabilidade financeira para ter um...

  21. #171
    Banido AlexKarelin's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2015
    Posts
    6,087

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Hecho Ver Post
    Eu apesar de ter carta desde os 18 nos primeiros anos mal peguei num carro.

    Desde que vá vivendo em cidades com bons transportes, ter um carro é algo secundário e desnessário. Sou mais um daqueles que acha que fins de semana em Londres valem bem mais que uma conta do mecanico.
    E seguros, estacionamento, impostos..

    A ter que ter um carro, porque apesar de tudo se precisar de um carro tenho sempre carros disponiveis na familia para pedir emprestado, nunca há de ser um carro caro, será sempre com uma componente racional grande.
    Genericamente estou de acordo.

    Acrescento apenas que como alternativa a pedir emprestado pode-se alugar. A flexibilidade é uma coisa porreira.

  22. #172
    Piloto de Troféu ShakesBeer's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2012
    Localização
    Lisboa
    Posts
    6,822

    Por Defeito

    A minha grande paixão da vida são carros. Mas epá... não torro dinheiro em carros.

    Secalhar um dia, numa crise de meia idade..

    Prefiro todos os anos fazer uma viagem, conhecer o mundo por aí fora e ter novas experiências.
    São prioridades.

  23. #173
    Piloto de Testes Kasinski's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2013
    Posts
    1,151

    Por Defeito

    Desde 2010 que não tenho carros, e acreditem que é a minha maior "paixão"

    Mas vivo numa grande cidade, na qual os transportes públicos são suficientes em 90% das ocasiões. Nos restantes 10% utilizo Táxi ou Uber

    Quando realmente preciso, alugo numa rent-a-car durante 1 dia ou 2...

    Assim como eu, noto entre os meus colegas cada vez mais esta tendencia. Se fizermos as contas, poupa-se imenso!

  24. #174
    Piloto de Testes CoelhoImprudent's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2015
    Localização
    Gaia
    Posts
    3,450

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por ExCon Ver Post
    Ao ver os putos de 16 anos de hoje nunca lhes vejo aquele brilho nos olhos, de cada vez que passa um carro por eles, que eu tinha nos meus 16 anos. Petrolheads como eu são uma espécie em vias de extinção

    Na minha fac. eu e uns amigos (somos 5), se for preciso passamos o dia inteiro, mas mesmo inteiro, a falar de carros, motas, f1, motogp, wrc, dakar, dtm, tudo o que tenha rodas . Desde Ferraris a Fiats.

    Mas concordo, pessoal petrolhead está a escassear, muitos "gostam" de carros mas quando lhes perguntas algo, o conhecimento deles gira em torno de VAG, BMW e Merc. e ainda por cima só segmentos pequenos

  25. #175
    Piloto de Troféu sgtscales's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2015
    Localização
    No sítio onde há gajas boas
    Posts
    7,941

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Hecho Ver Post
    Eu apesar de ter carta desde os 18 nos primeiros anos mal peguei num carro.

    Desde que vá vivendo em cidades com bons transportes, ter um carro é algo secundário e desnessário. Sou mais um daqueles que acha que fins de semana em Londres valem bem mais que uma conta do mecanico.
    E seguros, estacionamento, impostos..

    A ter que ter um carro, porque apesar de tudo se precisar de um carro tenho sempre carros disponiveis na familia para pedir emprestado, nunca há de ser um carro caro, será sempre com uma componente racional grande.
    Isso não é possível no interior do país. Muita gente no litoral se esquece de que os transportes públicos não estão nem de longe nem de perto tão desenvolvidos no interior.

  26. #176
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Jan 2015
    Posts
    329

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por sgtscales Ver Post
    Isso não é possível no interior do país. Muita gente no litoral se esquece de que os transportes públicos não estão nem de longe nem de perto tão desenvolvidos no interior.
    Já para não dizer que gasto mais para chegar ao aeroporto de Lx do que de Lx a Londres em low cost Se calhar somos todos daqueles que preferem o FDS, seja onde for, do que a conta no mecânico... se é que é uma questão de preferência. Cumprimentos.

  27. #177
    Piloto de Testes marrokino's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2008
    Localização
    Porto
    Posts
    3,518

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Hecho Ver Post
    Eu apesar de ter carta desde os 18 nos primeiros anos mal peguei num carro.

    Desde que vá vivendo em cidades com bons transportes, ter um carro é algo secundário e desnessário. Sou mais um daqueles que acha que fins de semana em Londres valem bem mais que uma conta do mecanico.
    E seguros, estacionamento, impostos..

    A ter que ter um carro, porque apesar de tudo se precisar de um carro tenho sempre carros disponiveis na familia para pedir emprestado, nunca há de ser um carro caro, será sempre com uma componente racional grande.
    Isso é conversa de solteiro sem responsabilidades.
    1º Quando andei a procura de 1º emprego a pergunta da praxe era, carta de condução e viatura própria tem? Viemos a saber mais tarde que era pergunta de exclusão.
    2º se tiveres horários a cumprir, filhos, compras para fazer, vais ver que não é fácil fugires a teres pelo menos 1 carro por família, seja ele novo ou velho. Se dizes que compras (Continente online) online são suficientes, ou tens empregados ou quem te trate das coisas.

  28. #178
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Jul 2014
    Localização
    Aveiro, Portugal
    Posts
    2,574

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por CoelhoImprudent Ver Post
    Na minha fac. eu e uns amigos (somos 5), se for preciso passamos o dia inteiro, mas mesmo inteiro, a falar de carros, motas, f1, motogp, wrc, dakar, dtm, tudo o que tenha rodas . Desde Ferraris a Fiats.

    Mas concordo, pessoal petrolhead está a escassear, muitos "gostam" de carros mas quando lhes perguntas algo, o conhecimento deles gira em torno de VAG, BMW e Merc. e ainda por cima só segmentos pequenos
    também ainda hoje tenho um grupo de amigos assim falar sobre tudo carros, f1, wrc, etc quando andávamos na faculdade e agora mesmo após esses tempos, ao fim de semana falar sobre toda a atualidade.
    Mas também não falamos só sobre isso como de políticas de mobilidade algo que em Portugal ainda não há muita gente a pensar nisso infelizmente

  29. #179
    Piloto de Provas de Perícia Cataryna's Avatar
    Data de Registo
    Oct 2015
    Localização
    Algarve/Margem Sul/Lisboa
    Posts
    840

    Por Defeito

    Depende mto de onde se vive.
    Tenho carro e vespa com bom tempo uso vespa mau tempo pópó,sou poupada e sinto que seria difícil andar sempre em transportes públicos.

Página 6 de 6 PrimeiraPrimeira ... 56

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •