Prius polui 3x mais do que o Hummer!

Página 1 de 6 12 ... ÚltimaÚltima
A mostrar resultados 1 para 30 de 173

Título: Prius polui 3x mais do que o Hummer!

  1. #1
    Piloto de Rallye PortuguesAoVolante's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    Oslo, Noruega
    Posts
    12,126

    Talking Prius polui 3x mais do que o Hummer!

    Epá, esta apanhou-me de surpresa...

    http://clubs.ccsu.edu/recorder/edito...asp?NewsID=188

    Prius Outdoes Hummer in Environmental Damage
    By Chris Demorro
    Staff Writer

    The Toyota Prius has become the flagship car for those in our society so environmentally conscious that they are willing to spend a premium to show the world how much they care. Unfortunately for them, their ultimate ‘green car’ is the source of some of the worst pollution in North America; it takes more combined energy per Prius to produce than a Hummer.

    Before we delve into the seedy underworld of hybrids, you must first understand how a hybrid works. For this, we will use the most popular hybrid on the market, the Toyota Prius.

    The Prius is powered by not one, but two engines: a standard 76 horsepower, 1.5-liter gas engine found in most cars today and a battery- powered engine that deals out 67 horsepower and a whooping 295ft/lbs of torque, below 2000 revolutions per minute. Essentially, the Toyota Synergy Drive system, as it is so called, propels the car from a dead stop to up to 30mph. This is where the largest percent of gas is consumed. As any physics major can tell you, it takes more energy to get an object moving than to keep it moving. The battery is recharged through the braking system, as well as when the gasoline engine takes over anywhere north of 30mph. It seems like a great energy efficient and environmentally sound car, right?

    You would be right if you went by the old government EPA estimates, which netted the Prius an incredible 60 miles per gallon in the city and 51 miles per gallon on the highway. Unfortunately for Toyota, the government realized how unrealistic their EPA tests were, which consisted of highway speeds limited to 55mph and acceleration of only 3.3 mph per second. The new tests which affect all 2008 models give a much more realistic rating with highway speeds of 80mph and acceleration of 8mph per second. This has dropped the Prius’s EPA down by 25 percent to an average of 45mpg. This now puts the Toyota within spitting distance of cars like the Chevy Aveo, which costs less then half what the Prius costs.

    However, if that was the only issue with the Prius, I wouldn’t be writing this article. It gets much worse.

    Building a Toyota Prius causes more environmental damage than a Hummer that is on the road for three times longer than a Prius. As already noted, the Prius is partly driven by a battery which contains nickel. The nickel is mined and smelted at a plant in Sudbury, Ontario. This plant has caused so much environmental damage to the surrounding environment that NASA has used the ‘dead zone’ around the plant to test moon rovers. The area around the plant is devoid of any life for miles.

    The plant is the source of all the nickel found in a Prius’ battery and Toyota purchases 1,000 tons annually. Dubbed the Superstack, the plague-factory has spread sulfur dioxide across northern Ontario, becoming every environmentalist’s nightmare.

    “The acid rain around Sudbury was so bad it destroyed all the plants and the soil slid down off the hillside,” said Canadian Greenpeace energy-coordinator David Martin during an interview with Mail, a British-based newspaper.

    All of this would be bad enough in and of itself; however, the journey to make a hybrid doesn’t end there. The nickel produced by this disastrous plant is shipped via massive container ship to the largest nickel refinery in Europe. From there, the nickel hops over to China to produce ‘nickel foam.’ From there, it goes to Japan. Finally, the completed batteries are shipped to the United States, finalizing the around-the-world trip required to produce a single Prius battery. Are these not sounding less and less like environmentally sound cars and more like a farce?

    Wait, I haven’t even got to the best part yet.

    When you pool together all the combined energy it takes to drive and build a Toyota Prius, the flagship car of energy fanatics, it takes almost 50 percent more energy than a Hummer - the Prius’s arch nemesis.

    Through a study by CNW Marketing called “Dust to Dust,” the total combined energy is taken from all the electrical, fuel, transportation, materials (metal, plastic, etc) and hundreds of other factors over the expected lifetime of a vehicle. The Prius costs an average of $3.25 per mile driven over a lifetime of 100,000 miles - the expected lifespan of the Hybrid.

    The Hummer, on the other hand, costs a more fiscal $1.95 per mile to put on the road over an expected lifetime of 300,000 miles. That means the Hummer will last three times longer than a Prius and use less combined energy doing it.

    So, if you are really an environmentalist - ditch the Prius. Instead, buy one of the most economical cars available - a Toyota Scion xB. The Scion only costs a paltry $0.48 per mile to put on the road. If you are still obsessed over gas mileage - buy a Chevy Aveo and fix that lead foot.

    One last fun fact for you: it takes five years to offset the premium price of a Prius. Meaning, you have to wait 60 months to save any money over a non-hybrid car because of lower gas expenses.




    Para a malta que quer a resumo em português:

    É preciso gastar mais energia a fazer um Prius do que um Hummer. Como?
    O Prius tem dois motores, um de 76cv 1.5, e um elétrico de 67cv.
    Como se gasta mais energia a acelerar, é onde o motor elétrico trabalha mais. Energia que é reaproveitada enquanto se trava.

    Bem, os testes de economia foram baseados em auto-estrada a 55mph. Aumentaram as velocidades e as acelerações, o consumo disparou, é comparável a um Chevrolet Aveo, que é mais barato.

    O problema é que o Prius é mais letal ao ambiente do que um Hummer que ante 3 vezes mais tempo, devido Às suas baterias de níquel. O níquel, fabricado em Ontario, já causou tantos problemas que a NASA considera a própria zona "dead zone".

    A toyota produz 1000 toneladas / ano. E a Greenpeace anda furiosa com os sulfatos emitidos para a atmosfera,causando chuvas ácidas.

    Adicionalmente, para fazer as baterias, esse níquel passa ainda pela Europa, China e Japão!

    No final, somadas a energia de produção, combustível, transportes e outras coisas, o Prius custa $3.25 por milha em 100.000 milhas de Prius, enquanto que o Hummer fica-se pelos $1,95.

    Mais: para compensar, há que esparar mais de 5 anos. O melhor é comprar um Toyota Scion xB...


    E esta heim? É inveja dos Americanos, ou é mesmo vistas curtas de todos?!


  2. #2
    Piloto Lendário MadDragon's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2004
    Localização
    "La Ferrari più bella è quella che dobbiamo ancora fare: la prossima."
    Posts
    31,622

    Por Defeito

    Já tinha ouvido falar disso de facto.

  3. #3
    Piloto de Testes brunoclio's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2005
    Localização
    Pérola do Atlântico
    Posts
    2,021

    Por Defeito


    Por esta não esperava. Será que é mesmo assim?

  4. #4
    Banido Kilimanjaro's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2006
    Localização
    m, , Portugal.
    Posts
    1,096

    Por Defeito

    Já sabia.. inclusive é com fotos dos disturbios do niquel.. mas enfim.. ha gente que nao ve isso

  5. #5
    Speedy
    Guest

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por brunoclio Ver Post

    Por esta não esperava. Será que é mesmo assim?
    x2


  6. #6
    Piloto de Troféu miguelsantos's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2005
    Localização
    evr, Portugal.
    Posts
    8,358

    Por Defeito

    sim ja andaram pelo forum antigo a "paisagem" em volta da fabrica das baterias

  7. #7
    Piloto Veterano ClioII's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2005
    Localização
    , , .
    Posts
    21,309

    Por Defeito

    Uma coisa é aquilo que nos é imediato enquanto consumidores: quanto sai do bolso, e quantos litros se metem na bomba. Aí o Prius ganha um pouco de vantagem sobre um "gasosas" tradicional.

    Outra coisa diferente é o inteiro ciclo de produto (gostei da expressão "dust to dust") desde o fabrico até ao desmantelamento. Ainda assim, os números parecem demasiado pessimistas.

    As discussões em torno da energia nuclear costumam andar em volta desta problemática: uma coisa é o custo de PRODUZIR energia e outra coisa é o CICLO COMPLETO contando com a guarda, trasnporte e eliminação/armazenamento dos resíduos...

  8. #8
    Piloto de Troféu LuisMiguelC's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2006
    Localização
    Amadora
    Posts
    9,890

    Por Defeito

    Uma perspectiva muito interessante, sem duvida...

  9. #9
    v7
    v7 está offline
    Banido v7's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2005
    Localização
    Lisboa, Portugal
    Posts
    32,659

    Por Defeito

    Se isto for assim parece-me uma granda bronca !

    De facto mesmo historicamente os Orientais não costumam ter muitas preocupações ambientais.

    Que o digam as inumeras especies nas quais exercem pressão nomeadamente o atum azul tão apreciado para fazer sushi

  10. #10
    Piloto de Rallye PortuguesAoVolante's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    Oslo, Noruega
    Posts
    12,126

    Por Defeito

    Será o hidrogénio mais limpo?! Pelo menos, não usa baterias.
    Outro factor de preocupação será no abate de híbridos, daqui a alguns anos; será que os centros de abate estão prontos a reciclar as baterias?

  11. #11
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Jun 2006
    Localização
    Porto,Portugal.
    Posts
    3,420

    Por Defeito

    desconhecia isso..

    bom tópico

  12. #12
    Piloto de Troféu eduardomaio's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2004
    Posts
    9,134

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por miguel santos Ver Post
    sim ja andaram pelo forum antigo a "paisagem" em volta da fabrica das baterias
    http://forum.autohoje.com/showthread.php?t=20576 Os telemóveis também ajudam...
    Última edição por eduardomaio : 20-03-07 às 22:18:47

  13. #13
    Piloto de Troféu whereagles's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    Coimbra, Portugal.
    Posts
    8,843

    Por Defeito

    1. É verdade que fazer um híbrido polui mais e consome mais energia que fazer um carro normal.

    2. Também é verdade que a Ford, GM e Cadillac andam à rasca e pagam o que for preciso para denegrir os rivais.

    3. Tanto quanto eu saiba, a tal fábrica de niquel continuaria a trabalhar sem a toyota...

  14. #14
    Banido Drifter's Avatar
    Data de Registo
    May 2006
    Localização
    Lista negra do Miguel Macedo
    Posts
    19,462

    Por Defeito

    e para verem que os quase 30.000€ que dam pelo Prius e em vao, porque ate um Hummer(o H2 ou H3 porque o H1 era um diesel um V8 6.1) poui menos(esta nao sabia) mas que polui mais que o Mercedes S500 isso polui


    cumps ;)

  15. #15
    Piloto de Troféu Whisperdancer's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2005
    Localização
    , , .
    Posts
    8,718

    Por Defeito

    Escrito sem dúvida por um orgulhoso dono e apaixonado dos Hummer...

    When you pool together all the combined energy it takes to drive and build a Toyota Prius, the flagship car of energy fanatics, it takes almost 50 percent more energy than a Hummer - the Prius’s arch nemesis.
    Assim sendo, porque é que o hummer tem o preço que tem comparado com o prius? A toyota não está no mercado para perder dinheiro, nem com o prius, e já é sabido que está prestes a ultrapassar a GM...

    Quantas milhares toneladas de emissões é que o prius não poupa em 5 anos comparado com o hummer? Pelo que li, a toyota requer 1000 toneladas de baterias de nickel por ano. Em 2009 o prius vai ter baterias de lítio. Lá se vai o argumento...

    Os americanos nunca produziram um hibrído em condições apesar das tentativas (excluíndo o tesla que ainda se está para ver - custa várias vezes mais do que um prius) e pela conversa espero q não pensem que os europeus vão acreditar nisso, pois não são burrinhos como a maior parte dos americanos...

  16. #16
    Piloto de Rallye Nitrofurano's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2003
    Localização
    Mitracity
    Posts
    10,909

    Por Defeito

    Sinceramente não me espanta. Se já as vantagens em termos de consumo de um hibrido me pareciam pequenas quando levamos em linha de conta manutenção, consumos reais não tão pequenos quanto isso e maior quantidade de produtos que necessitam de reciclagem na sua produção, não há que admirar.

    Hibridos não são, quanto a mim, o futuro.

  17. #17
    Chefe de Equipa dysplay21's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2005
    Localização
    , , .
    Posts
    27,759

    Por Defeito

    A parte das mediçoes mto optimistas da toyota quanto ao consumo ja sabia e ja tinha lido isso numa revista de economia agora esta nao.

  18. #18
    Piloto de Troféu miguelsantos's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2005
    Localização
    evr, Portugal.
    Posts
    8,358

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por eduardomaio Ver Post
    http://forum.autohoje.com/showthread.php?t=20576 Os telemóveis também ajudam...
    era este mesmo
    tanks

  19. #19
    Piloto de Troféu Whisperdancer's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2005
    Localização
    , , .
    Posts
    8,718

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Nitrofurano Ver Post
    Sinceramente não me espanta. Se já as vantagens em termos de consumo de um hibrido me pareciam pequenas quando levamos em linha de conta manutenção, consumos reais não tão pequenos quanto isso e maior quantidade de produtos que necessitam de reciclagem na sua produção, não há que admirar.

    Hibridos não são, quanto a mim, o futuro.
    Eu sou de opinião contrária em certo aspecto. Não é o futuro, mas o futuro próximo passa por aí. A manutençao de um híbrido é extremamente reduzida. O facto de ter 2 motores a puxar o carro, faz com que estes se desgastem menos e sejam menos solicitados. O motor eléctrico não tem manutenção.
    Os consumos, dependendo da condução, conseguem ser imbatíveis comparando com um gasolina normal, isto se a condução não for a alta velocidade.

    A km77 fez um teste de longa duração do prius, em que aos 100000kms têm uma média de 6.4l/100Km, isto com uma condução normal e não "relaxada".

    http://www.km77.com/marcas/toyota/2006/prius/ld/t01.asp

    Não é de negligenciar que a toyota tb possui as revisões mais baratas do mercado.

  20. #20
    Piloto de Fórmula 1
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    Casa
    Posts
    17,192

    Por Defeito

    Parece encomendado

  21. #21
    Piloto de Rallye PortuguesAoVolante's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    Oslo, Noruega
    Posts
    12,126

  22. #22
    Banido
    Data de Registo
    Jan 2007
    Localização
    , , Switzerland.
    Posts
    913

    Por Defeito

    Isto é um escandalo , afinal se não é um carro amigo do ambiente qual a razão porque o fizeram ? Isto explica porque é ke as marcas italianas ,francesas e suecas , apostaram sempre no Biodesel , bioetanolo, metano e GPL.

  23. #23
    Piloto de Troféu eduardomaio's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2004
    Posts
    9,134

    Por Defeito

    Vamos lá a ver, isto também não é assim tão linear... Toda a gente sabe que os híbridos não são a solução e não vão salvar o mundo como os querem pintar, agora dai a dizerem que polui mais do que um Hummer, o Hummer não é feito de materiais biodegradáveis tanto quanto sei e é bem mais pesado. logo mais material usado, depois as emissões e os consumos... Bom, é um artigo estúpido

    O Prius é porreiro porque permite circular apenas com energia eléctrica e com as modificações que lhes efectuam nos states (plug-in hybrid) o impacto ambiental é reduzido, e é aqui que o Prius dá cartas, não é em testes em auto-estrada ou a abrir como fizeram no Fifth Gear, por exemplo

    Outra coisa, existem várias emissões, não é só o CO2 que conta e não se esqueçam que todos os carros poluem quando são produzidos, assim como quando se faz a extracção do petróleo existe poluição... Mas isto são apenas 10%, os restantes 90% de poluição ocorrem durante a utilização do automóvel

    O futuro para mim são as células de combustível, sempre o defendi, mas até que elas venham para o mercado vai demorar, até porque só vai ser viável quando for mais barato ou ao mesmo preço, os factores económicos estão em primeiro lugar.

    Citação Originalmente Colocado por _Drifter_ Ver Post
    e para verem que os quase 30.000€ que dam pelo Prius e em vao, porque ate um Hummer(o H2 ou H3 porque o H1 era um diesel um V8 6.1) poui menos(esta nao sabia) mas que polui mais que o Mercedes S500 isso polui
    O que é que polui mais que um S500? Um Prius? Deve ser, se este "polui mais" que um Hummer... Um S500 emite entre 279 a 283g/km, um Prius só emite 105g/km, e sendo os dois a gasolina as restantes emissões (NOx, CO, HC) também descem...

  24. #24
    Banido mindgam3s's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Posts
    215

    Por Defeito

    O texto é obviamente faccioso mas n deixa de abrir os olhos a alguns "pormenores" da construção do prius que põem em causa o "verdismo" deste.


    Quanto ás fuel cells de hidrogénio curiosamente o problema é semelhante, é muito giro ah e tal daqueles escapes só sai vapor de água ... mas o processo que leva à extracção do hidrogénio necessita de uma fonte de energia http://en.wikipedia.org/wiki/Hydrogen_economy

  25. #25
    Rover 216 Sportcoupé Neruson's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2005
    Localização
    Far Far away
    Posts
    15,753

    Por Defeito

    Eu para mim queria era um hibrido destes:
    http://www.ultimatecarpage.com/frame...hp&carnum=1792


    um artigo da concorrência sobre ele:
    "RX-8 Hydrogen RE

    Em vez de usar hidrogénio para gerar electricidade a partir de uma célula de combustível a Mazda utiliza-o directamente no motor Renesis do RX-8.
    A ideia não é nova e a BMW já tinha apostado no hidrogénio como alternativa aos combustíveis tradicionais, nomeadamente a gasolina que pode continuar a ser utilizada, bastando para isso comutar a alimentação.
    Numa altura em que a solução do hidrogénio não é consensual no meio científico, pelas razões referidas pelo professor Joaquim Delgado em artigo publicado na anterior edição da Turbo, parece-nos interessante analisar as razões que levaram a Mazda a apostar nesta tecnologia.
    De acordo com os técnicos da marca japonesa, o motor rotativo adapta-se melhor a esta solução sem por em causa o ADN desportivo da marca e deste modelo especificamente. Sendo o hidrogénio um combustível altamente explosivo o modo de funcionamento (desde a preparação da mistura até à sua entrada dentro da câmara de combustão) de um motor convencional coloca constrangimentos técnicos à utilização deste combustível que é necessário ter em conta.

    Diferenças importantes
    No motor rotativo, porque as câmaras de entrada, combustão e escape estão separadas, o hidrogénio é injectado a uma temperatura mais baixa e só entra em contacto com as temperaturas mais altas da câmara de combustão numa fase posterior.
    Uma outra característica importante é o facto do hidrogénio produzir menos energia para volumes equivalentes quando queimado porque tem menor densidade do que a gasolina. A baixa densidade do hidrogénio injectado na sua forma gasosa significa que, com a quantidade necessária para a combustão, ocuparia quase 30 por cento do volume da câmara de combustão, comparativamente com os 1,7 por cento no caso de utilizar gasolina. Esta diferença resulta numa redução do ar injectado prejudicando a combustão e a potência.
    Esta é uma das razões que levaram a BMW a testar a utilização do hidrogénio em motores de injecção directa para contrabalançar este fenómeno, enquanto a Mazda optou por uma solução estruturalmente mais simples que se resume a adicionar um injector na câmara de entrada. Além disso, a marca japonesa tem provado que o motor rotativo é melhor a combinar o ar com o hidrogénio, devido ao seu ciclo de trabalho mais longo, o que cria uma mistura mais uniforme que resulta numa combustão mais eficaz do ponto de vista energético (leia-se potência).
    Menos potência
    Mesmo assim, a potência deste motor quando utiliza o hidrogénio como combustível é de 109 CV contra os 210 CV quando utilizamos a gasolina. O mesmo acontece com o binário que passa dos 140 Nm para os 222 Nm!
    Apesar do seu desempenho do ponto de vista ambiental o Mazda RX-8 Hydrogen RE continua a ter que enfrentar as limitações que todos reconhecem no hidrogénio. Por exemplo, se a densidade de energia por peso (2,62 vezes superior à gasolina) permite que para a mesma quantidade de energia tenhamos menos peso a bordo, a densidade de energia por volume tem uma relação inversa: ou seja, se pressurizarmos o hidrogénio a 200 bar ele ocupa 16,52 vezes mais volume que a gasolina e sob a forma líquida (a menos 253 graus Celsius) ocupa um volume 3,7 vezes superior.
    Se tomarmos como referência um depósito com 40 litros de gasolina, para transportar a mesma quantidade de energia com Hidrogénio a 200 bar este teria que possuir 660 litros! E sob a forma líquida 148 litros.
    No caso do Mazda RX8 o depósito armazena 110 litros de hidrogénio a 350 bar o que lhe dá uma autonomia de apenas 100 quilómetros, contra os 550 quilómetros assegurados pelos 61 litros de gasolina.
    Esta discrepância leva-nos a concluir que, apesar do mérito ambiental, utilizar hidrogénio como combustível num motor de combustão, independentemente de ser rotativo ou não, é um pouco mais complexo que usar GPL, por exemplo, ou mesmo um bio-combustível. "

    In Turbo.

  26. #26
    Piloto de Rallye
    Data de Registo
    May 2003
    Localização
    Tugalândia
    Posts
    13,694

    Por Defeito

    Já tinha passado por aqui e aborda uma das questões importantes do nosso século.
    A sustentabilidade.

    Em design estamos sempre a bater com a cabeça nessa coisa.
    Não temos apenas que pensar no produto em si, mas em todo o processo produtivo e os gastos que implicam, tanto a nivel enérgico, de poluição, de matérias-primas e até logisitca. E sem contar com a morte do objecto, onde o hummer ganha em toda a linha, ao não ter o problema do livrar-se de um conjunto de muito poluidoras baterias.

    Os hibridos perdem em grande, óbvio. Um Hummer é um carro muito barato de produzir. Não recorre a tecnologias sofisticadas, nem a materiais xpto. usa matérias primas abundantes e fáceis de obter. Os gastos enérgicos e logisticos sao claramente inferiores ao da produção de um prius, compensando no final do ciclo de vida o seu consumo e emissões excessivo.
    Tudo isso conta na factura global.

    -------

    Houve aí alguém, num post acima que disse que mais material usado, logo mais peso, mais gastos, sei lá... ao referir-se ao Hummer e não e assim tão linear. é aquela velha questão. Substitui o aço por outros materiais, e utilizando a mesma quantidade de material, poderias obter um peso bastante inferior.
    Basta comparar um Jaguar XJ com um Mercedes Classe S. Dimensões semelhantes, basicamente a mesma quantidade de material, e mais de 300kg de diferença.

  27. #27
    Piloto de Testes Jung13's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2006
    Localização
    Viseu/Leiria
    Posts
    2,051

    Por Defeito

    Eh pah... venha o Hummer eu agradeço.

  28. #28
    rum
    rum está offline
    Piloto de Troféu rum's Avatar
    Data de Registo
    May 2006
    Localização
    , , Turks and Caicos Islnd.
    Posts
    8,364

    Por Defeito

    ......

  29. #29
    Banido PGT_SW's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2004
    Localização
    L I S B O A, O PARAÍSO NA TERRA
    Posts
    4,082

    Por Defeito

    Eu ao estou muito dentro de como funcionam os hibridose estas novas energias alternativas, nao sei ao pormenor, mas penso que o hidrogenio sera a combustivel do futuro! Os hibridos nao sao o futuro pois sao muito dependentes do petroleo. O carro so com o motor electrico nao se mexe. Sao um meio termo entre o presente e o futuro. Penso que melhor soluçoes surgiram para colmatar a ausencia de petroleo no que respeita aos automoveis. Ate acho o etanol mais viavel que a electricidade.

    No outro dia na TVTurbo mosraram um SUV da GM movido a Hidrogeo, apenas libertava o purissimo H2O! Isto sim é uma excelente noticia. Quanto aos japoneses, eles querem é vender, querem la saber do ambiente, e como ta na moda agora os hibridos, eles nao fazem mais que a sua obrigaçao ao produzir estes carros que agora tanto se vendem, principalmente nos USA
    Última edição por PGT_SW : 21-03-07 às 02:25:00

  30. #30
    Piloto de Troféu AF147's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2004
    Localização
    Barbados
    Posts
    7,358

    Por Defeito

    ...
    a não ser que desenvolvam um processo a luz solar que suporte uma produção de larga escala, a produção de hidrogénio, como já referiram, também irá causar muita poluição indirecta.

    já existem muitos processos alternativos para a produção do hidrogénio, vamos lá ver qual se vai impor.
    Última edição por AF147 : 21-03-07 às 08:49:21

Página 1 de 6 12 ... ÚltimaÚltima

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •