Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Endurance

Collapse

Ads nos topicos Mobile

Collapse

Ads Nos topicos Desktop

Collapse
X
Collapse
Primeira Anterior Próxima Última
 
  • Filtrar
  • Tempo
  • Show
Clear All
new posts

    Endurance

    Resolvi criar este tópico sobre corridas de Endurance, principalmente o WEC pois acho que merece

    e eu adoro este tipo de corridas. Para iniciar, começo com esta bomba:

    WEC: Ferrari anuncia retorno a Le Mans em 2023 com hipercarro;

    Por: Filip Cleeren
    24 de fev. de 2021 15:15




    A Ferrari anunciou nesta quarta-feira (24) sua nova empreitada no mundo do automobilismo. A montadora italiana confirmou que voltará a disputar as 24 Horas de Le Mans a partir de 2023, além da temporada completa do Campeonato de Endurance da FIA (WEC), com um programa na nova classe Le Mans Hypercar (LMH), que entra no grid da categoria neste ano.







    Após um período de estudos, a Ferrari deu início ao desenvolvimento do novo hipercarro para incluir nas últimas semanas as fases de design e simulação. O programa de testes de pista, nome do carro e pilotos da equipe oficial farão parte dos anúncios futuros.
    Leia também:


    A marca italiana tem diversos nomes dentro de sua estrutura para considerar: Alessandro Pier Guidi, James Calado e Daniel Serra, vencedores de Le Mans com a Ferrari, além de Davide Rigon, Miguel Molina, Sam Bird e até mesmo nomes de sua Academia ou veteranos da F1, como Callum Ilott, Kimi Raikkonen e mais.

    Com o anúncio, o WEC passa a ter uma boa lista de equipes e montadoras envolvidas com as suas novas classes, a LMH e a LMDh, uma proposta em conjunto com a IMSA: Toyota, Peugeot, Glickenhaus, ByKolles, Audi, Porsche e Acura.
    O presidente da Ferrari, John Elkann, comentou: “Em mais de 70 anos de corrida, em pistas de todo o mundo, levamos nossos carros esportivos à vitória explorando soluções tecnológicas de ponta: inovações que surgem da pista e fazem todos os carros de rua produzidos em Maranello extraordinários".
    "Com o novo programa do hipercarro, a Ferrari reafirma seu compromisso esportivo e determinação em ser protagonista nos principais eventos do automobilismo mundial ”.
    A montadora italiana possui um histórico extenso com as 24 Horas de Le Mans, com nove vitórias gerais em seu nome. A primeira foi em 1949, com Luigi Chinetti e Peter Mitchell-Thomson, a bordo de uma Ferrari 166 M, mas em uma entrada privada.
    Nos anos seguintes, a Ferrari passou a se envolver de modo mais oficial nas corridas de carros esportivos, conquistando oito dos dez primeiros títulos do Campeonato Mundial de Carros Esportivos, categoria que existiu até 1992 e hoje é representada pelo Campeonato Mundial de Endurance (WEC).
    Em Le Mans, o domínio da montadora durou de 1954 a 1965, vencendo oito vezes em doze edições, contando com nomes conhecidos do esporte a boro de seus carros, como Jochen Rindt, Phil Hill, Mike Hawthorn e José Froilán González. Entre os modelos vencedores desse período, estão as séries 375 (Plus), 250 TR (58, 59/60, I/61, P e LM), além do 330 TRI/LM Spyder.
    A Ferrari seguiu disputando as 24 Horas nos anos seguintes, e a edição de 1966 é uma das mais conhecidas da história do esporte devido à sua grande disputa com a Ford, recriada no longa Ford vs Ferrari, que foi indicado ao Oscar de Melhor Filme no ano passado.
    Nos últimos anos, a Ferrari mantém um envolvimento com a categoria, mas nas classes de GT. A última produção de um protótipo esportivo da montadora foi o 333 SP, que correu entre 1994 e 2003, mas sem sucesso em Le Mans.
    A Ferrari já vinha indicando nos últimos meses que voltaria a atuar de modo mais amplo no mundo do esporte a motor, especialmente após a adoção e redução do teto orçamentário na F1. Para este ano, as equipes possuem um limite de 145 milhões de dólares (R$780 milhões na cotação atual) e isso forçou a uma redução das maiores operações, como Mercedes e a própria Ferrari.
    Para evitar de demissões e perda de importantes mentes criativas de sua operação, a Ferrari passou a olhar para outras categorias. Recentemente, considerou uma entrada na Indy, inicialmente como fornecedora de motores, a partir da nova geração, mas, por enquanto, esse projeto está descartado.
    A Mercedes adotou uma postura similar, despachando parte de seu pessoal inclusive para programas em outras categorias esportivas, como corridas de barcos.
    Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil
    Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!
    BAND define EQUIPE de jornalistas que estará em TODAS as corridas da F1



    Leclerc quer pilotar hipercarro da Ferrari nas 24 Horas de Le Mans




    Editado pela última vez por Silverchair; 02 March 2021, 12:23.

    #2



    A Ferrari confirmou nesta quarta-feira, 24, sua participação no Mundial de Endurance. O fabricante italiano entrará na a categoria Hypercar do Mundial de Endurance a partir de 2023.
    A marca italiana retornará ao endurance pela primeira vez desde 1973 e será mais um grande fabricante a confirmar sua participação na nova categoria Hypercar do WEC A Ferrari está pronta para enfrentar empresas como Toyota, Glickenhaus, Peugeot, Porsche e Audi, que se comprometeram com a categoria Hipercarro. A nova categoria Hypercar de 2021 é onde as equipes e pilotos podem competir pela vitória geral do campeonato no FIA WEC e nas 24 Horas de Le Mans. A Ferrari tem uma longa e ilustre história em corridas de resistência e em Le Mans. O fabricante venceu Le Mans por nove vezes, a última vez em 1965 como parte das famosas batalhas Ford contra Ferrari nos anos 1960. Nos últimos anos, no entanto, a Ferrari teve muito sucesso na categoria GT de Le Mans, vencendo pela última vez a categoria GTE Pro em 2019 com a AF Corse. A marca ganhou o título da classe quatro vezes, incluindo o primeiro Campeonato Mundial de Fabricantes de GT de Endurance da FIA em 2017. Mais detalhes do projeto não foram divulgados. Hoje é um grande dia para as corridas de endurance: a Ferrari está de volta as 24 Horas de Le Mans e ao Campeonato Mundial de Endurance. A classe de Hypercars promete batalhas épicas. Ao lado da Ferrari, em 2023, muitos fabricantes que já se juntaram a nós farão de tudo para vencer a corrida em seu ano centenário. Esta é uma excelente notícia para uma disciplina cuja base de regras constitui um sólido base para construir um futuro brilhante”, disse Pierre Fillon, Presidente do Automobile Club de l’Ouest (ACO).
    Editado pela última vez por Silverchair; 09 March 2021, 18:10.

    Comentário


      #3
      Entretanto já temos o Glickenhaus, que infelizmente não vem a Portimão.



      A Scuderia Cameron Glickenhaus testou nesta quinta-feira, 25, seu protótipo LMH SCG 007.
      Foi a primeira vez que o Hypercar foi para a pista. Romain Dumas foi o piloto responsável pelo teste no circuito de Vallelunga. O SCG007 utiliza um motor V8 de 3,5 litros.

      A escuderia americana SCG está inscrevendo dois carros na categoria Hypercar do Mundial de Endurance, onde competirá contra dois Toyota GR010 Hybrids e um Alpine A480 Gibson LMP1.
      O primeiro chassi foi finalizado na terça-feira. Dumas é um dos sete pilotos confirmados no programa Glickenhaus Hypercar.
      O carro rodou sem plotagem, exceto por um conjunto de adesivos da Motul, significando uma parceria recentemente assinada entre a SCG e a empresa francesa de lubrificantes.

      Nomes confirmados


      Os pilotos confirmados do SCG 007 LMH para a sua primeira temporada são Dumas, Ryan Briscoe, Gustavo Menezes, Olivier Pla, Pipo Derani,
      Richard Westbrook
      e Franck Mailleux.
      Editado pela última vez por Silverchair; 09 March 2021, 18:12.

      Comentário


        #4
        E pronto. Lá começamos nós...



        Pelo segundo ano consecutivo, as 24 Horas de Le Mans não serão realizadas em sua data tradicional em junho. Os rumores já circulavam há alguns dias, mas o Automóvel Clube do Oeste (ACO) confirmou a informação nesta quinta (04). As 24 Horas, uma das maiores provas do automobilismo mundial, passam de 12 e 13 de junho para 21 e 22 de agosto.




        Este anúncio surge em um contexto de grande incerteza quanto ao futuro a curto prazo, devido à evolução da pandemia da Covid-19 na França e a falta de clareza por parte das autoridades.
        Ao adiar até agosto, o ACO espera poder aproveitar um momento de calmaria na crise sanitária, contando principalmente com a evolução da campanha de vacinação, esperando também contar com a presença limitada de público no evento.
        Já no ano passado, em um contexto de saída do lockdown e de incertezas sobre sua situação, as 24 Horas de Le Mans foram adiadas para setembro, sendo realizada com portões fechados. Para 2021, o calendário do Campeonato Mundial de Endurance (WEC) já conta com a realização das 6 Horas de Fuji no dia 26 de setembro, por isso a escolha de agosto para a prova francesa.
        "Esta decisão, embora difícil de ser tomada, é a mais adequada", disse Pierre Fillon, presidente do ACO. "Não podemos imaginar organizar as 24 Horas de Le Mans sem espectadores pelo segundo ano consecutivo".
        "Por isso, é nosso dever fazer tudo que está em nosso alcance para chegar a esse objetivo e, ao mesmo tempo, garantir visibilidade aos competidores ao longo da temporada. Estamos trabalhando incansavelmente para oferecer um evento seguro, com as garantias de saúde necessárias e essenciais. O show promete ser emocionante na pista, com a chegada dos hipercarros".
        Depois de uma edição em 2020 com a batalha pela vitória restrita à Toyota e a Rebellion, as 24 Horas de Le Mans contarão com a nova categoria LMH, de hipercarros, que trará, além da montadora japonesa, a Glickenhaus e a Alpine (com um Rebellion R13 ainda da era LMP1).

        Comentário


          #5
          E agora somos nós...

          Pandemia faz WEC rever calendário; temporada começa em Spa


          Situação da pandemia em Portugal fez com que as 8 horas de Portimão fossem adiadas para 13 de Junho





          O início do Campeonato Mundial de Endurance (WEC) está adiado para o início de maio em Spa-Francorchamps.
          A situação da pandemia do coronavírus em Portugal fez com que as 8 horas de Portimão fossem adiadas para o final de semana de 13 de junho.

          O calendário de corridas para a temporada de 2021 do WEC foi alterado pela terceira vez em poucas semanas. E pela segunda vez, a corrida, que na
          verdade pretendia ser a abertura da temporada, é afetada.

          A revisão, que foi aprovada pelo Conselho Mundial da FIA na sexta-feira (05), resultou da "incerteza em torno da pandemia da Covid-19 ainda em curso,
          incluindo restrições de viagem", de acordo com um comunicado do WEC.
          A categoria afirmou esperar que, ao atrasar o evento português, "aumentará a possibilidade dos fãs assistirem à corrida".
          A nova data para a estreia do WEC no Circuito Internacional do Algarve é 13 de junho, originalmente a data das 24 Horas de Le Mans.
          A nova temporada da categoria começa agora em Spa-Francorchamps no dia 1 de maio.
          O mesmo local sediará nos dias 26 e 27 de abril o teste oficial da pré-temporada.
          Em Spa, no entanto, o evento deve acontecer sem público.
          Pierre Fillon, presidente do Automóvel Clube do Oeste (ACO), disse: “Devido à situação de pandemia em curso, temos que ser extremamente flexíveis em
          nossas tomadas de decisão.”
          “Estamos continuamente nos adaptando às decisões do governo, especialmente às restrições de viagens entre diferentes países.”
          Fillon acrescentou que manter o cronograma original de seis etapas tem sido a "prioridade número um".
          O novo chefe do WEC, Frederic Lequien, agradeceu às equipes do campeonato, aos fornecedores e à FIA, bem como aos circuitos do Algarve e Spa, pela
          colaboração no que disse "ser um momento difícil para todos".
          O WEC segue para Monza no dia 18 de julho depois do Algarve.
          As duas corridas de final de temporada em Fuji e no Bahrein continuam nos finais de semana programados em setembro e novembro, respectivamente.

          Comentário


            #6
            Entretanto, se alguém quiser comprar, deve estar a bom preço...




            O site de venda de carros exóticos Art&Revs apresentou um Audi R18 TDI Ultra à venda. De acordo com o anúncio o LMP1 está 100% funcional e pronto para correr. O R18 foi

            apresentado pela Audi em Ingolstadt no dia 10 de dezembro de 2010 e venceu as 24 Horas de Le Mans em 2011 com Marcel Fässler, André Lotterer e Benoît Tréluyer no comando.

            O
            LMP1 nº2 superou um Peugeot por 14 segundos. Os outros dois R18 foram destruídos em acidentes espetaculares, com Allan McNish e Mike Rockenfeller. O único R18 segurou

            quatro Peugeots naquela prova.
            Além da vitória na prova, a equipe terminou em segundo no campeonato Intercontinental Le Mans Cup.

            Dados técnicos do Audi R18


            Motor diesel turboalimentado, V6 com 3,7 litros. O motor produz 532cv. Embora seja menos do que o R15 com motor V10, a economia de combustível é superior e é 25 kg mais leve.

            Em contraste com os motores Audi LMP anteriores, o V6 tem um único turbo Garrett TR30R com geometria de turbina variável.

            “O R18 TDI está equipado com muitas soluções inovadoras ”
            , disse o Dr. Ulrich, ex-diretor da Audi Motosports. “Ele foi construído para regulamentações que visam especificamente

            tecnologias futuras – e com o plano de fundo que permite que essas tecnologias sejam introduzidas em carros de estrada. Isso é o que torna os protótipos desportivos tão interessantes

            para a Audi. ”


            O R18 em questão é o chassis nº 100, desde a sua campanha de estreia. Este carro foi usado para testes e homologação da FIA, tornando-se um chassi reserva em várias

            corridas do ILMC. Dos oito carros construídos, seis ainda existem.
            O Chassis foi adaptado para se parecer com um carro híbrido de 2013 por questões de marketing. Em seguida, foi

            totalmente reconstruído, restaurado para as especificações de 2011 e revisto pela Audi Sport em 2018. Ele foi equipado principalmente com peças NOS (novo estoque antigo) e não

            rodou, desde então.
            A vida útil do motor é de aproximadamente 10.000 kms e a caixa de velocidades de 7.000.
            Construído com o mais alto nível de qualidade já visto em um protótipo,

            este é o único R18 que foi restaurado e que está totalmente funcional com uma ECU instalada
            . Todos os outros R18s foram vendidos não funcionais. Graças a não ter a unidade

            de potência híbrida, este carro é muito mais fácil de usar e manter do que seus irmãos.

            “O carro está pronto para correr e um ex-engenheiro da Audi Sport terá o prazer de acompanhá-lo e apoiar seu novo proprietário na corrida”,
            explica o anúncio.


            Preço não foi revelado



            Editado pela última vez por Silverchair; 09 March 2021, 18:09.

            Comentário


              #7
              Boas pessoal!

              Bom tópico...!!

              Acerca das mudanças no calendário, no site oficial do campeonato (https://www.fiawec.com/) está lá que a nossa prova (inicialmente marcada para a Páscoa, 4 de Abril) e as 24H (inicialmente marcadas para 12/06) foram propositadamente "atrasadas" para ver se existe possibilidade de haver público no(s) circuito(s) a assistir...
              Apesar de já não sermos a prova inicial de toda uma nova era no WEC (o que é pena...), prefiro que a nossa prova seja adiada mas que permita receber público do que "somente" ser a prova inaugural do campeonato...

              Bons passeios!
              Ass.:RZ!

              Comentário


                #8


                Comentário


                  #9
                  Soa bem. esse Glickenhaus. Esperemos que também ande bem.

                  Comentário


                    #10
                    No entanto, o favorito será este. Parece-me uma bela máquina.



                    A Toyota diz que haverá um carro de estrada com base neste GR10 Hybrid. O modelo está equipado com um bloco V6 de 3.5 litros duplo turbo. Um aumento

                    de cilindrada assinalável face aos 2.4 litros do propulsor V6 do TS050 LMP1, reflexo das novas regras LMH do WEC.

                    Dizem as regras que o motor não pode ter mais de 500 kW, ou seja, 670 CV. Isto já incluindo o motor elétrico colocado no eixo dianteiro que não pode ter

                    mais de 200 kW ou 268 CV. Ora, o motor V6 de 2.4 litros tinha 500 CV, cifra que duplicava com a adição dos motores elétricos dos eixos dianteiros e traseiros.




                    A eletrónica está desenhada para reduzir a potência do bloco a gasolina com injeção direta, desenvolvido no Japão, dependendo da utilização do sistema híbrido.

                    O novo carro tem muitíssimo bom aspeto, tem uma decoração que mantém o branco, preto e vermelho, com o GR da Gazoo Racing.

                    A Toyota Gazoo Racing vai defender os títulos e a vitória em Le Mans com os mesmos pilotos de 2020.






                    Quer isto dizer que o Toyota GT10 Hybrid #7 vai ter a tripla Kamui Kobayashi, Mike Conway e José Maria Lopez. Já o carro #8, vencedor da edição 2020

                    das 24 Horas de Le Mans, manterá Sebastien Buemi, Kazuki Nakajima e Brendon Hartley. Nick de Vryes, piloto Mercedes na Fórmula E, continuará como

                    piloto de testes e de reserva, não tendo a Toyota feito referência ao jovem Kenta Yamashita.

                    Olhando para a ficha técnica, o GR10 Hybrid revela-se significativamente maior. Tem mais 250mm de comprimento, 100mm de largura e 100m mais alto.

                    E será mais pesado por ordem do regulamento: 1040 kgs contra os 878 kgs de base dos LMP1.


                    O carro terá apenas uma configuração aerodinâmica e apenas uma asa ajustável. Tudo o resto foi sacrificado no altar da redução de custos.

                    Portanto, o Toyota GR10 Hybrid será sempre o mesmo em todas as pistas, independentemente de serem de baixa ou elevadas força descendente

                    (downforce), tendo apenas ajuste na asa traseira. O regulamento LMH também limita o máximo de força descendente e o mínimo de arrasto permitidos.




                    Segundo o responsável pelo chassis dos LMH da Topyota Gazoo Racing Europe, John Litjens, as novas regas oferecem “mais liberdade para as formas e

                    conceito da carroçaria e essa liberdade é bem visível nas formas do GR10 Hybrid.” Segundo o engenheiro holandês que nasceu há 52 anos em Horst e que

                    passou pelo projeto Fórmula 1 da Toyota, “é exatamente aquilo que se passa com o motor, pois foi-nos dada uma curva de potência que temos de cumprir,

                    mas com muita liberdade de conceito e na forma como lá chegar.” Ainda segundo Litjens, “a maior mudança para nós foi ter de usar apenas um motor elétrico

                    gerador (MGU) localizado no eixo dianteiro (o que significa que o carro tem um motor de arranque e travões hidráulicos no eixo traseiro) e termos de atualizar a

                    arrumação de tudo devido as alterações das definições de segurança. O motor de combustão interna é mais potente comparado com o do TS050, pelo que

                    estamos na presença de um carro muito diferente na aparência, na perforrmance e na sonoridade.”




                    O carro esteve em testes na pista espanhola de Aragon , com Kamui Kobayashi e Kazuki Nakajima ao volante. Em dezembro tinha estado em Portimão com

                    Nick de Vryes. Será a nova temporada da Toyota Gazoo Racing no WEC, com um carro que, contas feitas, será mais pesado 162 kgs, terá menos 32% de

                    potência, o que dará um tempo por voltam 10 segundos mais lento.




                    Comentário


                      #11
                      Entretanto, destes nem sinal...


                      ByKolles PMC Project LMH

                      Comentário


                        #12
                        Destes também não, embora o carro já exista...

                        Comentário


                          #13
                          Estes, só para o ano

                          Comentário


                            #14
                            Estes, daqui a 2 anos...

                            Comentário


                              #15
                              Estes também em 2023

                              Comentário


                                #16
                                E estes também no ano do centenário de Le mans. Desconfio que ainda há-de aparecer mais alguém.



                                É mais uma grande marca a envolver-se na próxima era do endurance. A Acura confirmou que irá avançar com um projeto LMDh, máquina que deverá ir

                                para a pista em 2023. “A Acura Motorsports confirma que a marca continuará a competir na classe principal do Campeonato IMSA WeatherTech SportsCar

                                de 2023 sob as regras LMDh”
                                , disse o fabricante numa declaração. A Acura junta-se se assim à Audi e à Porsche que também já anunciaram que estarão

                                presentes nas pistas com maquinaria LMDh em 2023. Assim estas marcas associam-se ao IMSA e poderão também correr no WEC e nas 24h de Le Mans.

                                Com Toyota, Peugeot também já certas nos Hipercarros, o endurance está cada vez mais interessante. A marca nipónica está presente na série americana

                                desde 2018 com o Acura ARX-05 DPi. O programa Penske da Acura Team terminou no final de 2020 depois de ganhar o título IMSA. Dois ARX-05 DPi estão

                                inscritos nas 24 Horas de Daytona com Meyer Shank Racing e a Wayne Taylor Racing (WTR).


                                Filipe Albuquerque está inserido na WTR, um dos Acura em pista este ano e poderá assim mostrar todo o seu talento aos responsáveis da marca. O português

                                já pilotou pela Audi, tem ligações à DS que pertence ao mesmo grupo que a Peugeot e sendo ele considerado um dos melhores pilotos de protótipos do mundo,

                                poderá ser uma opção para qualquer uma destas marcas.

                                Comentário


                                  #17
                                  Estes parecem interessados. Isto promete.

                                  Cadillac: LMDh regs have “caught our attention”



                                  Comentário


                                    #18
                                    United Autosport terá 3 carros em Le Mans



                                    O piloto Paul di Resta foi confirmado nesta segunda-feira, 08, como um dos integrantes da equipe United Autosports que irá disputar as 24 Horas de Le Mans. Competindo na classe LMP2,

                                    ele terá a companhia de Filipe Albuquerque e Phil Hanson. Di Resta irá pilotar o Oreca 07 Gibson #23 enquanto Albuquerque e Hanson vão dividir o #22 com Fabio Scherer.
                                    Nico Jamin,

                                    que se juntou à equipe, é o primeiro piloto do #22 para a corrida que acontece entre os dias 21 a 22 de agosto. Paul di Resta é um dos pilotos do programa da Peugeot para 2023.

                                    É uma ótima notícia anunciar que estamos voltando às 24 Horas de Le Mans de 2021”, disse di Resta, que conquistou a pole em Le Mans no ano passado com um

                                    recorde de volta LMP2.
                                    “É bom voltar a fazer parte dessa jornada e tentar manter a vitória que conquistamos com o Phil e o Filipe no ano passado”. “Obviamente é uma

                                    configuração diferente este ano, mas será interessante ver como será com meus novos companheiros de equipe quando eles forem anunciados. Eu acho que é bom que o ACO tenha

                                    agido cedo, mudando a data da corrida para permitir que as pessoas se preparassem”.
                                    “A classe LMP2 parece muito forte mais uma vez e Le Mans é a melhor corrida do mundo para

                                    se enfrentar, por isso não pode acontecer em breve. Até lá estarei fazendo o possível para me integrar novamente ao time e aos meus novos companheiros. Eu realmente aprecio os

                                    esforços de Richard Dean e Zak para me trazer de volta”,
                                    finalizou.
                                    Equipe terá três carros em Le Mans

                                    A United Autosports terá três Orecas em Le Mans este ano, depois de colocar dois carros em 2020, embora a equipe tenha acumulado um total de cinco convites automáticos para a corrida.

                                    Estes foram ganhos através de sua vitória na classe 2020 LMP2, seus títulos ELMS com protótipos LMP2 e LMP3, terminando em segundo no ELMS e sua recente vitória na categoria

                                    Asian Le Mans Series com um LMP3.
                                    De acordo com os regulamentos, uma equipe pode inscrever dois carros. O terceiro será alinhado pela United Autosports UK. A lista provisória

                                    de inscritos para as 24 Horas de Le Mans será publicada nesta terça-feira.

                                    Editado pela última vez por Silverchair; 09 March 2021, 18:13.

                                    Comentário


                                      #19
                                      Alguém interessado em comprar?





                                      A Scuderia Cameron Glickenhaus anunciou que o SCG 007, que irá disputar o Mundial de Endurance na classe Hypercar, está à venda para equipea privadas.

                                      A informação foi confirmada pelo site Roadandtrack.
                                      Com o adiamento das 24 Horas de Le Mans para Agosto, a equipa terá mais tempo para desenvolver

                                      o carro para a principal corrida de endurance do mundo. A equipa já tinha anunciado que não estaria na abertura do WEC, em Portimão (a abertura do

                                      campeonato foi transferida para Spa-Francorchamps no dia 26 de Abril).


                                      O dono da equipe, Jim Glickenhaus
                                      , postou na sua conta do Twitter que os seus carros estarão disponíveis para venda. O preço será 6 milhões de dólares.

                                      O futuro comprador receberia o carro antes das 24 Horas de Le Mans que acontecerá em Agosto.

                                      De acordo com o site Roadandtrack, O primeiro SCG 007 foi concluído há apenas algumas semanas e aparentemente só foi testado duas vezes desde a

                                      conclusão. O programa também inscreveu oficialmente dois carros para o Mundial de Endurance. Nesta terça-feira, 09, o ACO irá revelar os inscritos

                                      para a prova. O processo de seleção não é tradicionalmente fácil, e um terceiro carro poderia simplesmente ser deixado de fora do entrada, tenha ele sido

                                      vendido ou não.
                                      Equipado por um motor V8 turbo de 3,5 litros é desenvolvido pela francesa Pipo. Se o SCG 007 for rápido e confiável, os organizadores

                                      da corrida podem autorizar uma terceira inscrição. O valor de US $ 6 milhões é considerado barato para uma equipe competir em Le Mans. Jim afirma que

                                      caso o cliente não tenha mais interesse em disputar corridas, o modelo pode ser convertido para um veículo habilitado para circular em estrada.

                                      Interessado?



                                      Editado pela última vez por Silverchair; 09 March 2021, 18:32.

                                      Comentário


                                        #20
                                        E agora, umas brincadeiras de uns sonhadores...

                                        Comentário


                                          #21

                                          Comentário


                                            #22

                                            Comentário


                                              #23

                                              Comentário


                                                #24

                                                Comentário


                                                  #25

                                                  Comentário


                                                    #26

                                                    Comentário


                                                      #27

                                                      Comentário


                                                        #28
                                                        Finalmente o carro que faltava. O Lmp1 da Alpine.





                                                        A Alpine Endurance Team revelou nesta terça-feira, 16, o A480, protótipo LMP1 que irá disputar o Mundial de Endurance. O modelo é equipado com um motor Gibson, disputando

                                                        diretamente vitórias com as equipes Toyota e Scuderia Cameron Glickenhaus O LMP1 foi fabricado pela ORECA. Ele é equipado com um motor Gibson V8 de 4,5 litros e uma caixa

                                                        Xtrac de seis velocidades. É a mesma configuração que tinha quando era de propriedade da Rebellion Racing.

                                                        Os pilotos são Nicolas Lapierre, André Negrão e Matthieu Vaxiviere. Isso marcará a primeira temporada na classe LMP1, após oito anos na classe LMP2. A equipe conquistou três

                                                        vitórias em Le Mans, bem como títulos no WEC e na European Le Mans Series.


                                                        Alpine quer manter viva sua história


                                                        “A história da Alpine é repleta de desafios,” disse o chefe da equipe Philippe Sinault. “Desde 2013, temos vindo a provar-nos passo a passo e a mostrar que somos capazes de

                                                        defender as cores alpinas ao mais alto nível”.
                                                        “Esse novo desafio faz parte dessa mentalidade. A confiança que a Alpine depositou em nós para este projeto é um motivo de grande

                                                        orgulho. Estamos abordando este programa com humildade e o desejo de fazer bem em um momento em que o mundo das corridas de endurance está a ponto de mudar sua história”.

                                                        “Estamos determinados a enfrentar este desafio estimulante e incrivelmente motivador para mais uma vez ancorar a Alpine no panteão do automobilismo francês e internacional.”
                                                        Editado pela última vez por Silverchair; 19 March 2021, 12:35.

                                                        Comentário


                                                          #29
                                                          Pena o Valkyrie não ter avançado.

                                                          Comentário


                                                            #30
                                                            Este também não ficava nada mal. Parece mesmo feito para isso...





                                                            Editado pela última vez por Silverchair; 21 March 2021, 00:22.

                                                            Comentário

                                                            AD fim dos posts Desktop

                                                            Collapse

                                                            Ad Fim dos Posts Mobile

                                                            Collapse
                                                            Working...
                                                            X