Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Pórtico de 0.90€ chega com um valor de 600€! [ajuda]

Collapse

Ads nos topicos Mobile

Collapse

Ads Nos topicos Desktop

Collapse
X
Collapse
Primeira Anterior Próxima Última
 
  • Filtrar
  • Tempo
  • Show
Clear All
new posts

    Pórtico de 0.90€ chega com um valor de 600€! [ajuda]

    Bom dia,

    Sempre ouvi falar destes casos ao longo dos anos, desde que as Ex SCUT começaram a ter pórticos. Contudo, sempre pensei que fosse uma situação que so acontece aos outros, hoje o outro fui eu...

    Recebi uma carta da AT de um pórtico na A22 em 2018 cujo o valor é(ra) 0,90cent. Contas feitas c/ taxas, juros etc... Tenho um total de 600€ para pagar.

    Sendo de 2018, não consigo confirmar se realmente foi a minha viatura, se foi uma portagem que nunca chegou a aparecer nos CTT, se me esqueci, etc. Não consigo apresentar defesa de um caso destes. Nunca recebi uma carta anteriormente sobre isto...

    Existe alguma forma de resolver isto para um valor mais baixo ou tenho que pagar sob risco de ver o valor aumentar ainda mais? Recordo-me de à uns anos, esta situação ter dado um barulho gigante e ter existido uma espécie de "perdão" e pagar-se somente o valor da passagem + taxas administrativas nuns valores bem mais aceitaveis.

    Alguém pode ajudar?

    #2
    Contesta e pede foto de prova.

    Comentário


      #3
      só mandam carta quando chegou aos 600€??
      realmente assim compensa...

      Comentário


        #4
        Originalmente Colocado por ClioII Ver Post
        Contesta e pede foto de prova.
        Foi o que pensei fazer e contactei a concessionaria. Na opinião pessoal do operador que me atendeu, convém pagar primeiro e contestar depois porque caso contrario estarei a acumular mais juros.​

        Originalmente Colocado por mok Ver Post
        só mandam carta quando chegou aos 600€??
        realmente assim compensa...
        Pelo que vejo na internet tive sorte, existem pessoas a relatar que quando receberam já iam em coimas de 40 e 50k euros. Sempre acreditei que esses casos tivessem relacionados com o mercado de arrendamento onde as as pessoas "saltam" de casa em casa e houvesse delay na atualização da morada. No meu caso só tive duas moradas. A casa dos meus pais (onde eles ainda vivem) e a minha morada atual. Nunca fui contactado anteriormente, nem existe motivo plausível para esta situação acontecer. Na minha opinião, a minha passagem andou para la perdida no sistema ate agora, alguém a encontrou, meteu-lhe os juros ate à data de hoje e mandou a carta. Não vejo outra razão para isto acontecer.

        Existem imensos casos pela internet fora, infelizmente em nenhum (dos que encontrei), explica como resolveu.

        Comentário


          #5
          https://www.imt-ip.pt/sites/IMTT/Por...requente3.aspx

          Segundo o que diz aqui tem que haver primeiro uma notificação através de carta registada com aviso de receção... Começa por tentar saber se a morada nessa carta estava correcta, se correspondia à morada que constava no DUA na altura, etc...
          Se fosse eu, com esses valores envolvidos e sujeitos a aumentar ainda mais, consultava um advogado.

          Comentário


            #6
            40 E 50 MIL EUROS DE COIMA? MAS ISSO TEM ALGUM FUNDAMENTO OU É ALGUM MITO URBANO???

            há uns bons anos eu tinha a via verde a acender amarelo nalgumas vezes, noutras nem luz aparecia. demorei cerca de 1 ano a verificar isso, pois não sabia que ia acumulando juros. mesmo assim, em cerca de 30€, pois passava muito esporadicamente na portagem, tipo 1x por mês, o valor ia em 60€. disseram-me na altura que tinham enviado para outra morada, a qual eu já não estava lá há anos, alguém tinha assinado e contou como entregue. safaram-se porque, penso eu, o DUA ainda constava como tendo a morada dessa casa e aí paguei e só bufei, mais nada. paguei aquilo, retirei a via verde e desde então que nunca mais lá passei. em relação à ascendi ou assim, já tive que pagar ligando para lá e se tinha, por exemplo, 1,30€ para pagar, ao ligar davam-me 3€ e pico ou 4€.

            agora 50 mil euros...
            600€ é mesmo muito juro. aquilo rende o quê, 30% ao ano mais juros sobre juros??? é contestar, pedindo prova e tentar resolver a bem, pagando o mínimo possível. podes rferir ue chegaste a procurar no site deles através de matrícula e nunca pagaste porque não apareceu nada.

            Comentário


              #7
              Originalmente Colocado por Atadinho Ver Post
              https://www.imt-ip.pt/sites/IMTT/Por...requente3.aspx

              Segundo o que diz aqui tem que haver primeiro uma notificação através de carta registada com aviso de receção... Começa por tentar saber se a morada nessa carta estava correcta, se correspondia à morada que constava no DUA na altura, etc...
              Se fosse eu, com esses valores envolvidos e sujeitos a aumentar ainda mais, consultava um advogado.
              Tenho a vaga ideia que isto das taxas dos porticos e portagens passaram para contra ordenações tributárias com legislação própria, tipo prescrições só ao fim de 5 anos e nem sei se contam prazos de prescrição e suspensão.

              É uma salganhada daquelas em que convem meter um entendido para se bater contra o fisco.

              Comentário


                #8
                Originalmente Colocado por caditonuno Ver Post
                40 E 50 MIL EUROS DE COIMA? MAS ISSO TEM ALGUM FUNDAMENTO OU É ALGUM MITO URBANO???

                há uns bons anos eu tinha a via verde a acender amarelo nalgumas vezes, noutras nem luz aparecia. demorei cerca de 1 ano a verificar isso, pois não sabia que ia acumulando juros. mesmo assim, em cerca de 30€, pois passava muito esporadicamente na portagem, tipo 1x por mês, o valor ia em 60€. disseram-me na altura que tinham enviado para outra morada, a qual eu já não estava lá há anos, alguém tinha assinado e contou como entregue. safaram-se porque, penso eu, o DUA ainda constava como tendo a morada dessa casa e aí paguei e só bufei, mais nada. paguei aquilo, retirei a via verde e desde então que nunca mais lá passei. em relação à ascendi ou assim, já tive que pagar ligando para lá e se tinha, por exemplo, 1,30€ para pagar, ao ligar davam-me 3€ e pico ou 4€.

                agora 50 mil euros...
                600€ é mesmo muito juro. aquilo rende o quê, 30% ao ano mais juros sobre juros??? é contestar, pedindo prova e tentar resolver a bem, pagando o mínimo possível. podes rferir ue chegaste a procurar no site deles através de matrícula e nunca pagaste porque não apareceu nada.

                neste caso eram 0.90€ passou para 600€.... é fazer as contas de fosse 30€ de divida eram 20.000€

                Comentário


                  #9
                  Originalmente Colocado por zezoca Ver Post

                  Tenho a vaga ideia que isto das taxas dos porticos e portagens passaram para contra ordenações tributárias com legislação própria, tipo prescrições só ao fim de 5 anos e nem sei se contam prazos de prescrição e suspensão.

                  É uma salganhada daquelas em que convem meter um entendido para se bater contra o fisco.
                  Isto de ter o fisco a trabalhar para uma empresa privada é surreal..

                  Comentário


                    #10
                    Originalmente Colocado por Tjqueiroz Ver Post

                    Isto de ter o fisco a trabalhar para uma empresa privada é surreal..
                    Tal como a ''obrigatoriedade'' de se ter de adquirir a uma única empresa privada, um dispositivo para poder andar nas auto-estradas.

                    Comentário


                      #11
                      Originalmente Colocado por MetalKing Ver Post

                      Tal como a ''obrigatoriedade'' de se ter de adquirir a uma única empresa privada, um dispositivo para poder andar nas auto-estradas.
                      Tal e qual como lá...: https://poligrafo.sapo.pt/fact-check...box=1673094071

                      Comentário


                        #12
                        Originalmente Colocado por PeLeve Ver Post
                        Não percebi a analogia.

                        Compras uma vinheta ao Estado Suiço, e na Áustria é igual, não a uma empresa privada.

                        Comentário


                          #13
                          Originalmente Colocado por MetalKing Ver Post

                          Não percebi a analogia.

                          Compras uma vinheta ao Estado Suiço, e na Áustria é igual, não a uma empresa privada.
                          Ironia, obviamente...

                          Comentário


                            #14
                            Nem de propósito... Hoje vinha a ouvir isto na TSF:

                            https://www.msn.com/pt-pt/noticias/u...fT2?li=BBoPRml

                            Comentário


                              #15
                              O dinheiro das multas reverte em 40% para o Estado, 35% para a Direção-Geral dos Impostos, 10% para o Instituto da Mobilidade e dos Transportes e 15% para as concessionárias.

                              Simplesmente se entende o interesse de todos de deixar as coisas atrasar...

                              Comentário


                                #16
                                Aconteceu-me em Novembro de 2021 uma situação algo ridicula e que ilustra bem até que ponto isto são ratoeiras autenticas. Mas também ilustra como o "sistema" tem demasiadas falhas.

                                Tive por uma semana um carro cedido por uma concessão da Renault enquanto o meu estava a ser arranjado. Essa cedência foi em regime de aluguer, apesar de eu não ter efectivamente pago, o seguro era nessa modalidade. O carro estava a acabar de ser matriculado, não faço ideia se isto teve qualquer influência no problema.

                                Nessa semana passei por dois dias na A23. A partir do momento em que lá passei, consultei diariamente a plataforma dos CTT para pagamento das respectivas portagens.

                                Apareceu lá um valor que paguei, mas fiquei com a ideia de não ser o total. Isto porque eu ando com frequencia na A23 e tenho noção dos valores. Mas qualquer pessoa pagava e ficava descansada, ninguém é obrigado a contar porticos.

                                Durante os próximos 2 meses (sem exagero!) consultei com uma frequência semanal a mesma plataforma inserindo a matrícula e as datas em que passei, tendo sido sempre devolvida a mensagem: sem valor em dívida.

                                Deixei cair o caso, apesar da pulga atrás da orelha.

                                Passados muitos meses, talvez quase 1 ano, tomei conhecimento de um site que agrega valores de portagem em dívida. Por curiosidade fui procurar a nota onde tinha guardado a matricula e as datas e lá aparecem as tais passagens não pagas. já não estou certo mas devo ter pago perto de 40 euros por uns 3 porticos que falharam no pagamento original. Claro que paguei logo não fosse aquilo escalar.

                                Agora o moral da história:

                                Eu já tinha pago parte da viagem na altura correcta, ninguém é obrigado a ter a noção que o valor parecia baixo.

                                Eu fiz o trabalho de procurar o resto da dívida durante tempo a mais.

                                Apesar disso as passagens apareceram em dívida tanto tempo depois.

                                Comentário


                                  #17
                                  Podes partilhar esse site?

                                  Isto realmente está montado um esquema para sacar dinheiro à descarada às pessoas. Como se já não bastava passarem a cobrar por algo que era gratuito

                                  Comentário


                                    #18
                                    Num dos últimos carros que comprei a título particular, pedi um identificador e não realizei qualquer viagem em estrada paga até ele vir.

                                    Há uns meses, já eu não tinha o dito carro, tinha cancelado o identificador inclusivamente, chega-me uma carta já com coima para pagar passagem em pórticos no 1º mês que o carro veio.

                                    Com toda a certeza que não realizei qualquer viagem sem o identificador no sítio, recorri ao site da via verde para localizar as viagens no extrato e 'defender-me'. Acontece que a via verde apaga a conta sem qualquer aviso caso não exista algum identificador ativo. Como não recebia extrato em pdf por email, todo o meu histórico desapareceu.

                                    Paguei a despesa (20 euros ou algo do género) e ainda hoje tenho a certeza que não passei em qualquer pórtico sem o dispositivo no sitio, e que se tratou certamente de um bug do sistema.

                                    Comentário


                                      #19
                                      Originalmente Colocado por Vocsa Ver Post
                                      Aconteceu-me em Novembro de 2021 uma situação algo ridicula e que ilustra bem até que ponto isto são ratoeiras autenticas. Mas também ilustra como o "sistema" tem demasiadas falhas.

                                      Tive por uma semana um carro cedido por uma concessão da Renault enquanto o meu estava a ser arranjado. Essa cedência foi em regime de aluguer, apesar de eu não ter efectivamente pago, o seguro era nessa modalidade. O carro estava a acabar de ser matriculado, não faço ideia se isto teve qualquer influência no problema.

                                      Nessa semana passei por dois dias na A23. A partir do momento em que lá passei, consultei diariamente a plataforma dos CTT para pagamento das respectivas portagens.

                                      Apareceu lá um valor que paguei, mas fiquei com a ideia de não ser o total. Isto porque eu ando com frequencia na A23 e tenho noção dos valores. Mas qualquer pessoa pagava e ficava descansada, ninguém é obrigado a contar porticos.

                                      Durante os próximos 2 meses (sem exagero!) consultei com uma frequência semanal a mesma plataforma inserindo a matrícula e as datas em que passei, tendo sido sempre devolvida a mensagem: sem valor em dívida.

                                      Deixei cair o caso, apesar da pulga atrás da orelha.

                                      Passados muitos meses, talvez quase 1 ano, tomei conhecimento de um site que agrega valores de portagem em dívida. Por curiosidade fui procurar a nota onde tinha guardado a matricula e as datas e lá aparecem as tais passagens não pagas. já não estou certo mas devo ter pago perto de 40 euros por uns 3 porticos que falharam no pagamento original. Claro que paguei logo não fosse aquilo escalar.

                                      Agora o moral da história:

                                      Eu já tinha pago parte da viagem na altura correcta, ninguém é obrigado a ter a noção que o valor parecia baixo.

                                      Eu fiz o trabalho de procurar o resto da dívida durante tempo a mais.

                                      Apesar disso as passagens apareceram em dívida tanto tempo depois.
                                      Eu andei com um carro emprestado tb por uma concessão e tive de passar em duas scut. Uma para o algarve, depois estive lá uma semana e depois no regresso.

                                      E tive de andar em cima, a meio das férias tive de encontrar uma papelaria (na altura nem havia site) e pagar as passagens, e informaram-me logo que tinha de pagar tudo. Ou seja se o carro tivesse passagens antigas tinha de pagar o total. Não podia pagar só os dias X ou Y.
                                      Depois no regresso o mesmo passados 2/3 dias fui a uns CTT pagar o resto.
                                      Por sorte correu tudo bem. Mas é um sistema cheio de falhas e mesmo propício a problemas.

                                      Comentário


                                        #20
                                        Originalmente Colocado por SilverArrow Ver Post

                                        Eu andei com um carro emprestado tb por uma concessão e tive de passar em duas scut. Uma para o algarve, depois estive lá uma semana e depois no regresso.

                                        E tive de andar em cima, a meio das férias tive de encontrar uma papelaria (na altura nem havia site) e pagar as passagens, e informaram-me logo que tinha de pagar tudo. Ou seja se o carro tivesse passagens antigas tinha de pagar o total. Não podia pagar só os dias X ou Y.
                                        Depois no regresso o mesmo passados 2/3 dias fui a uns CTT pagar o resto.
                                        Por sorte correu tudo bem. Mas é um sistema cheio de falhas e mesmo propício a problemas.

                                        Nesses casos, o melhor é mesmo ir ao site da concessionária (o da ascendi pelo menos funciona bem nesse sentido), pedir para pagar passagens referentes a um determinado período e aquilo gera uma referência de pagamento para os dias que escolheres.

                                        Comentário


                                          #21
                                          Originalmente Colocado por LuisPedro Ver Post


                                          Nesses casos, o melhor é mesmo ir ao site da concessionária (o da ascendi pelo menos funciona bem nesse sentido), pedir para pagar passagens referentes a um determinado período e aquilo gera uma referência de pagamento para os dias que escolheres.
                                          Antes não havia nada disso. Era nas Payshop e já tinhas sorte...

                                          Comentário


                                            #22
                                            Originalmente Colocado por LuisPedro Ver Post
                                            Num dos últimos carros que comprei a título particular, pedi um identificador e não realizei qualquer viagem em estrada paga até ele vir.

                                            Há uns meses, já eu não tinha o dito carro, tinha cancelado o identificador inclusivamente, chega-me uma carta já com coima para pagar passagem em pórticos no 1º mês que o carro veio.

                                            Com toda a certeza que não realizei qualquer viagem sem o identificador no sítio, recorri ao site da via verde para localizar as viagens no extrato e 'defender-me'. Acontece que a via verde apaga a conta sem qualquer aviso caso não exista algum identificador ativo. Como não recebia extrato em pdf por email, todo o meu histórico desapareceu.

                                            Paguei a despesa (20 euros ou algo do género) e ainda hoje tenho a certeza que não passei em qualquer pórtico sem o dispositivo no sitio, e que se tratou certamente de um bug do sistema.
                                            Já o referi aqui no fórum mais que uma vez, tive duas cobranças de passagem na Via Verde na Ponte 25 de Abril, que nunca as fiz, pois tinha as ''senhas'' que antigamente existiam, isto ainda em escudos.

                                            Reclamei e nunca me deram resposta.

                                            Acabei por fazer bastantes viagens, principalmente entre Lisboa e o Carregado à borla.

                                            Comentário


                                              #23
                                              Finalmente!
                                              image.png

                                              Comentário

                                              AD fim dos posts Desktop

                                              Collapse

                                              Ad Fim dos Posts Mobile

                                              Collapse
                                              Working...
                                              X