a polémica da hora - as quotas

Página 1 de 3 12 ... ÚltimaÚltima
A mostrar resultados 1 para 30 de 70
Like Tree31Likes

Título: a polémica da hora - as quotas

  1. #1
    lll
    lll está offline
    Piloto de Troféu
    Data de Registo
    Feb 2014
    Posts
    6,562

    Por Defeito a polémica da hora - as quotas

    começou com o texto de Fátima Bonifácio

    Podemos? Não, não podemos[/h]
    As quotas para negros e ciganos não passam de uma farsa multicultural igualitarista. Não, não podemos integrar por decreto.

    Segundo o PÚBLICO de 29 de Junho, o “PS quer discriminação positiva para as minorias étnico-raciais”. Em causa estão sobretudo africanos e ciganos, independentemente de terem nascido em Portugal ou não. Estas minorias excluídas da Cidade, a sua suposta ou real marginalização, constitui a prova de que Portugal “continua a ter um problema de racismo e xenofobia”, independentemente do efeito – que de resto não sofremos – do drama dos refugiados, com o seu pico mais trágico em 2015.

    O entrevistado pelo PÚBLICO, Rui Pena Pires, sociólogo e secretário nacional do Partido Socialista, lamenta “a falta de diversidade no espaço público”, que continua atulhado de homens brancos e mulheres brancas. E, em conformidade com a ideia, grata à esquerda, de que a sociedade e respectiva mentalidade podem ser mudadas por decreto, Pena Pires saúda a possibilidade de que o problema da exclusão de negros e ciganos do espaço público se resolva, ou comece a resolver, estabelecendo quotas para deputados coloridos, de forma a conferir à futura Assembleia da República uma dimensão representativa mais conforme com a composição étnico-racial da sociedade portuguesa. Se as quotas tinham impulsionado a emancipação e igualização de direitos das mulheres, se lhes haviam aberto o espaço público, porque não aplicar a mesma receita às minorias étnicas?

    A comparação com a igualdade ou paridade de género é inteiramente falaciosa. As mulheres, que sem dúvida têm nos últimos anos adquirido uma visibilidade sem paralelo com o passado, partilham, de um modo geral, as mesmas crenças religiosas e os mesmos valores morais: fazem parte de uma entidade civilizacional e cultural milenária que dá pelo nome de Cristandade. Ora isto não se aplica a africanos nem a ciganos. Nem uns nem outros descendem dos Direitos Universais do Homem decretados pela Grande Revolução Francesa de 1789. Uns e outros possuem os seus códigos de honra, as suas crenças, cultos e liturgias próprios.

    Os ciganos, sobretudo, são inassimiláveis: organizados em famílias, clãs e tribos, conservam os mesmos hábitos de vida e os mesmos valores de quando eram nómadas. E mais: eles mesmos recusam terminantemente a integração. É só ver a quantidade de meninas ciganas que são forçadas pelos pais a abandonar a escola a partir do momento em que atingem a puberdade; é só ver a quantidade de meninas e meninos ciganos que abandonam os estudos, apesar dos subsídios estatais de que os pais continuam a gozar para financiar (ou premiar!) a ida dos filhos às aulas; é só ver o modo disfuncional como se comportam nos supermercados; é só ver como desrespeitam as mais elementares regras de civismo que presidem à habitação nos bairros sociais e no espaço público em geral. Os ciganos não praticam a bárbara excisão genital das mulheres. Mas, em vez desta brutal mutilação, vulgar e imperativa nas tribos muçulmanas, aos casamentos entre ciganos segue-se, no dia seguinte, obrigatoriamente, a humilhante demonstração da virgindade da noiva, cujo sangue de desfloramento, estampado nos lençóis, é orgulhosamente exibido perante a comunidade. O que temos nós a ver com este mundo? Nada. O que tem o deles a ver com o nosso? Nada.

    Podemos? Claro que podemos!
    Podemos? Claro que podemos!
    Africanos e afro-descendentes também se auto-excluem, possivelmente de modo menos agressivo, da comunidade nacional. Odeiam ciganos. Constituem etnias irreconciliáveis, e desta mútua aversão já nasceram, em bairros periféricos e em guetos que metem medo, batalhas campais só refreadas pela intervenção policial. Os africanos são abertamente racistas: detestam os brancos sem rodeios; e detestam-se uns aos outros quando são oriundos de tribos ou “nacionalidades” rivais. Há pouco tempo, uma empregada negra do meu prédio indignou-se: “Senhora, eu não sou preta, sou atlântica, cabo-verdiana.” Passou-se comigo. A cabo-verdiana desprezava as angolanas porque eram africanas, não atlânticas, e muito mais pretas...

    Os partidos, nomeadamente o PS, confessam que, para o fim inconfesso de conquistar mais alguns votos, se vêem hoje obrigados a “assegurar a representatividade das diferentes origens étnico-raciais”. Não por acaso, na entrevista com Pena Pires, a visibilidade dessas diferentes origens aparece imediatamente relacionada com a facilitação do acesso ao ensino superior, que deveria abrir-se a todos os alunos, “independentemente da sua nota final” no 12.º ano. “Se fizermos uma política de alargamento de acesso ao ensino superior, já resolvemos parte do problema. Não faz sentido ter um ensino virado para os melhores alunos, mas sim para todos os que têm as condições mínimas para entrar.” Pena Pires não explica que condições são essas. Possivelmente, o simples facto de existirem jovens que, apesar de incapazes e preguiçosos, aspiram a um diploma universitário! Pelos vistos, o facilitismo que já reina hoje em dia nas universidades ainda não chega: para resolver “os problemas de racismo e xenofobia” que afligem a esquerda bem-pensante da nossa democracia, teremos de criar um passe de livre-trânsito entre o secundário e a universidade. Quando esta política for oficialmente consagrada e der os seus resultados, teremos um Parlamento ainda mais ignorante e incompetente do que já temos – sem que o País deixe de “ter um problema de xenofobia e racismo”.

    A título de complemento do acesso irrestrito ao ensino superior, Pena Pires recomenda também a criação de “um observatório do racismo e da discriminação junto a uma universidade”. Mas como é que se observa o racismo e a discriminação a partir dos gabinetes almofadados onde se sentariam os observadores? A única maneira de observar uma matéria tão fugidia e evanescente é frequentar feiras e supermercados baratos, é entrar nos bairros em que nem a polícia se atreve a pôr os pés. Mas isto é tremendamente maçador e, sobretudo, exige muita coragem física. O observatório não observaria nada e seria perfeitamente inútil, a não ser – isso sim – para criar mais alguns jobs for the boys.
    [/QUOTE]

    acirrou-se por cauda do editorial do público:

    A propósito do texto de Maria de Fátima Bonifácio


    Equilibrar a recusa da censura com a abertura das nossas páginas a opiniões que não partilhamos é uma tarefa sempre difícil
    “Indigno”. “Vergonhoso”. “Insultuoso”. Durante este sábado, muitos leitores fizeram questão de protestar contra a publicação do artigo da historiadora Maria de Fátima Bonifácio com o título “Podemos? Não, não podemos”. Vários jornalistas do PÚBLICO e os membros eleitos do Conselho de Redacção juntaram-se a esse protesto, alegando que em causa está uma grave ofensa aos valores matriciais do jornal. O PÚBLICO orgulha-se da sua tradição de estar na linha da frente do combate ao racismo ou a qualquer tipo de discriminação baseada na cor da pele, na sexualidade ou no género. Torna-se por isso imperativo explicar o processo e as razões que levaram à publicação. E dar conta das consequências que esta opção tem de merecer para o futuro.

    O texto em causa está, no mínimo, nos limites do discurso de ódio, faz generalizações que põem em causa o combate à discriminação racial, usa linguagem insultuosa para diferentes minorias e coloca ênfase numa radical oposição civilizacional entre os “nós” europeus e os “outros”, africanos ou “nómadas”. Estão, por isso em causa, ideias, apologias e valores que o PÚBLICO contraria todos os dias, seja pelo trabalho dos seus jornalistas, seja pela abertura sem reservas que concede aos cidadãos de minorias visadas no artigo.


    Ainda assim, é consensual a ideia de que o PÚBLICO é um espaço plural de opinião onde com muita frequência se publicam textos que estão longe dos valores que defendemos. No caso em concreto estava em causa um texto de uma intelectual consagrada, cujas teses rejeitamos mas julgámos caberem nos limites da liberdade de expressão. Na nossa interpretação, a proximidade a teses racistas e xenófobas era evidente, mesmo que não se fizesse a defesa da segregação. O recurso ao discurso de ódio, de uns contra outros, estava na fronteira do admissível, mesmo sem que houvesse incitamento à sua prática.


    O uso destes argumentos para criticar uma intenção legislativa sobre quotas raciais no Parlamento ou no Ensino Superior anunciada por um deputado socialista induziu a apreciação das suas teses sobre ciganos ou africanos como utensílios de suporte a um legítimo protesto político. Não construíam o ângulo essencial do texto, apesar da proliferação de exemplos. Mesmo que essas teses hostilizassem a nossa linha editorial, considerámos que esses termos, ideias e valores eram aceitáveis no quadro da liberdade de expressão que assiste a uma colunista que é colaboradora regular do jornal e intelectual prestigiada na sua área científica.

    Subestimámos assim o teor e tom dos argumentos em favor da crítica que a autora faz à possível adopção de quotas raciais. Considerámos que o direito a ofender, aceitável na interpretação genérica que fazemos da liberdade de expressão, justificava a publicação, mesmo sabendo que seria polémica e susceptível de levar muitos dos nossos leitores a questionar a nossa linha editorial ou o grau de tolerância que concedemos a ideias e valores que rejeitamos na nossa prática quotidiana. Reconhecemos que as expressões discriminatórias usadas remeteram a questão das quotas para a irrelevância. Ou seja, cometemos um erro de análise e de avaliação.
    pontopt gosta disto.


  2. #2
    Piloto de Troféu Z00L's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2004
    Localização
    La meccanica delle emozioni
    Posts
    7,092

    Por Defeito

    Polemica quando se dizem verdades...ah e negro não é cor, siga!
    TURBO gosta disto.

  3. #3
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Aug 2012
    Posts
    2,734

    Por Defeito

    A situação do PAN foi bem cómica

    Uma vereadora da Moita levantou o problema dos ciganos maltratarem os cavalos, e foi expulsa.

    Defensores dos animais, mas primeiro as minorias.

  4. #4
    Piloto de Rallye jimbo's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2010
    Posts
    12,866

    Por Defeito

    ahahaahahahah o Rui Pena Pires recomendou logo a criação de um novo observatório para meter logo lá aqueles tachistas avençados todos da sociologia do ISCTE que o seguem a ele e à Maria de Lurdes por todo o aparelho do Estado.

    e por falar nisso, nunca vi nesta sua entourage nenhum negro ou cigano - apenas homens e mulheres brancas. Se calhar já era tempo de haver quotas de raça nas cunhas que este grupelho socialista vai metendo.
    RAD, XlPower and Rawhide like this.

  5. #5
    Piloto de Testes brkncrss's Avatar
    Data de Registo
    Oct 2017
    Posts
    3,208

    Por Defeito

    Meritocracia é só para os privilegiados dos brancos, para o resto não se aplica.


  6. #6
    Piloto de Troféu petrus's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2005
    Localização
    Cabecinha.
    Posts
    7,429

    Por Defeito

    Não vou escrever o que penso! No melhor dos cenários dava direito a uma suspensão e eu gosto de participar no fórum!

  7. #7
    Piloto de Fórmula 1 XlPower's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2004
    Localização
    Num carro trihibrido, gasolina, eléctrico e GPL.
    Posts
    19,812

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por jimbo Ver Post
    ahahaahahahah o Rui Pena Pires recomendou logo a criação de um novo observatório para meter logo lá aqueles tachistas avençados todos da sociologia do ISCTE que o seguem a ele e à Maria de Lurdes por todo o aparelho do Estado.

    e por falar nisso, nunca vi nesta sua entourage nenhum negro ou cigano - apenas homens e mulheres brancas. Se calhar já era tempo de haver quotas de raça nas cunhas que este grupelho socialista vai metendo.
    bem visto.

  8. #8
    Piloto de Testes DV82's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2005
    Localização
    Lisboa, , Portugal.
    Posts
    2,632

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por jimbo Ver Post
    ahahaahahahah o Rui Pena Pires recomendou logo a criação de um novo observatório para meter logo lá aqueles tachistas avençados todos da sociologia do ISCTE que o seguem a ele e à Maria de Lurdes por todo o aparelho do Estado.

    e por falar nisso, nunca vi nesta sua entourage nenhum negro ou cigano - apenas homens e mulheres brancas. Se calhar já era tempo de haver quotas de raça nas cunhas que este grupelho socialista vai metendo.
    Podes crer...era dizer logo a esses defensores de igualdade: "olha, bem visto...vamos fazê-lo e com efeito imediato...você acaba hoje mesmo as suas funções e tacho, porque amanhã vai começar alguém de etnia desfavorecida no seu lugar. Tudo por uma questão de quotas. Passe bem."
    RAD e Raistaparta gostam disto.

  9. #9
    Piloto de Rallye PePa's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2005
    Localização
    Arredores
    Posts
    13,623

    Por Defeito

    Quotas e integração forçada, acho mal. Acho que deveria ser óbvio, discriminação positiva é discriminação na mesma.
    Observatórios - acho ridículo

    O artigo em si, embora concorde com a opinião, acho que podia ser mais polido e menos populista (ah e tal as verdades), daí as críticas, dar exemplos de uma cabo-verdiana supostamente racista... enfim, para quê ?!
    Posso fundamentar a mesma opinião de base, e ela até o fez parcialmente, sem dar exemplos nem tecer considerações generalizadas susceptíveis de crítica.

    Antes que venham com a típica "censura do politicamente correcto" notem que não tenho problema nenhum em ver a opinião publicada, mas isso não me impede de achar que se excedeu nas generalizações, só isso.

    Até concordo em parte com a parte dos ciganos, na medida em que parte do problema da discriminação tem, para mim, a ver com o sentimento de impunidade face às legislação, e a sociedade tem essa ideia. Sendo essa face do casamento de menores particularmente grave.
    O primeiro passo para a "igualdade" passa pelos deveres não pelos direitos na sociedade, só merecerão a "aceitação" da sociedade quando a sociedade achar que seguem as mesmas regras fundamentais.

    A forma como ela expressou é que poderia ter sido mais elegante.
    "ah e tal tem que se ter cuidado com os sensíveis quando se dizem as verdades"
    Sim tem, é um artigo de opinião, que se quer ser respeitado e tido em conta pelo maior número de pessoas para transmitir uma ideia, tem que fazer por isso. Não é uma conversa de café.


    Mas a tendência hoje em dia é esta, polarizar todas as opiniões, contra uma proposta de "integração forçada" meio parola e populista à esquerda, vêm logo estes populismos à direita ... não há meio termo nas polémicas (coincidência)
    Última edição por PePa : 10-07-19 às 10:26:59
    LIC e cookie gostam disto.

  10. #10
    Piloto de Kart FapMaster's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2018
    Localização
    F16
    Posts
    197

    Por Defeito

    Não digas asneiras

    Este pessoal burocrata quando se acomoda ao tacho tem que inventar motivos para continuar a tachar. O politicamente correcto é um filão que a sociedade, que agora os critica, ironicamente diariamente o oferece de bandeja

  11. #11
    Piloto de Testes pmvs1981's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2013
    Posts
    1,391

    Por Defeito

    Aqui fica a lista de observatórios, quantos amiguinhos estão em cada um deles???

    Observatório do medicamentos e dos produtos da saúde
    Observatório nacional de saúde
    Observatório português dos sistemas de saúde
    Observatório vida
    Observatório do ordenamento do território
    Observatório do comércio
    Observatório da imigração
    Observatório para os assuntos da família
    Observatório permanente da juventude
    Observatório nacional da droga e toxicodependência
    Observatório europeu da droga e toxicodependência
    Observatório geopolítico das drogas
    Observatório do ambiente
    Observatório das ciências e tecnologias
    Observatório do turismo
    Observatório para a igualdade de oportunidades
    Observatório da imprensa
    Observatório das ciências e do ensino superior
    Observatório dos estudantes do ensino superior
    Observatório da qualidade em serviços de informação e conhecimento
    Observatório da comunicação
    Observatório das actividades culturais
    Observatório local da Guarda
    Observatório de inserção profissional
    Observatório do emprego e formação profissional
    Observatório nacional dos recursos humanos
    Observatório regional de Leiria
    Observatório permanente do ensino secundário
    Observatório permanente da justiça
    Observatório estatístico de Oeiras
    Observatório da criação de empresas
    Observatório Mcom
    Observatório têxtil
    Observatório da neologia do português
    Observatório de segurança
    Observatório do desenvolvimento do Alentejo
    Observatório de cheias
    Observatório da sociedade de informação
    Observatório da inovação e conhecimento
    Observatório da qualidade em serviços de informação e conhecimento
    Observatório das regiões em reestruturação
    Observatório das artes e tradições
    Observatório de festas e património
    Observatório dos apoios educativos
    Observatório da globalização
    Observatório do endividamento dos consumidores
    Observatório do sul Europeu
    Observatório europeu das relações profissionais
    Observatório transfronteiriço Espanha-Portugal
    Observatório europeu do racismo e xenofobia
    Observatório dos territórios rurais
    Observatório dos mercados agrícolas
    Observatório virtual da astrofísica
    Observatório nacional dos sistemas multimunicipais e municipais
    Observatório da segurança rodoviária
    Observatório das prisões portuguesas
    Observatório nacional dos diabetes
    Observatório de políticas de educação e de contextos educativos
    Observatório ibérico do acompanhamento do problema da degradação dos povoamentos de sobreiro e azinheira
    Observatório estatístico
    Observatório dos tarifários e das telecomunicações
    Observatório da natureza
    Observatório qualidade
    Observatório da literatura e da literacia
    Observatório da inteligência económica
    Observatório para a integração de pessoas com deficiência
    Observatório da competitividade e qualidade de vida
    Observatório nacional das profissões de desporto
    Observatório das ciências do 1º ciclo
    Observatório nacional da dança
    Observatório da língua portuguesa
    Observatório de entradas na vida activa
    Observatório europeu do sul
    Observatório de biologia e sociedade
    Observatório sobre o racismo e intolerância
    Observatório permanente das organizações escolares
    Observatório médico
    Observatório solar e heliosférico
    Observatório do sistema de aviação civil
    Observatório da cidadania
    Observatório da segurança nas profissões
    Observatório da comunicação local
    Observatório jornalismo electrónico e multimédia
    Observatório urbano do eixo atlântico
    Observatório robótico
    Observatório permanente da segurança do Porto
    Observatório do fogo
    Observatório da comunicação (Obercom)
    Observatório da qualidade do ar
    Observatório do centro de pensamento de política internacional
    Observatório ambiental de teledetecção atmosférica e comunicações aeroespaciais
    Observatório europeu das PME
    Observatório da restauração
    Observatório de Timor Leste
    Observatório de reumatologia
    Observatório da censura
    Observatório do design
    Observatório da economia mundial
    Observatório do mercado de arroz
    Observatório da DGV
    Observatório de neologismos do português europeu
    Observatório para a educação sexual
    Observatório para a reabilitação urbana
    Observatório para a gestão de áreas protegidas
    Observatório europeu da sismologia
    Observatório nacional das doenças reumáticas
    Observatório da caça
    Observatório da habitação
    Observatório do emprego em portugal
    Observatório Alzheimer
    Observatório magnético de Coimbra

    https://oinsurgente.org/2012/05/05/l...s-portugueses/

    dados 2012

  12. #12
    Piloto de Rallye PePa's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2005
    Localização
    Arredores
    Posts
    13,623

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por FapMaster Ver Post
    Não digas asneiras

    Este pessoal burocrata quando se acomoda ao tacho tem que inventar motivos para continuar a tachar. O politicamente correcto é um filão que a sociedade, que agora os critica, ironicamente diariamente o oferece de bandeja
    Isso era para mim ?!

    Se sim, arrisco dizer que não percebeste patavina...

  13. #13
    Piloto de Fórmula 1 JRodrigues's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2003
    Localização
    Ōta, Gunma, Japan
    Posts
    16,712

    Por Defeito


  14. #14
    Piloto de Kart FapMaster's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2018
    Localização
    F16
    Posts
    197

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por pmvs1981 Ver Post
    Aqui fica a lista de observatórios, quantos amiguinhos estão em cada um deles???

    (...)

    https://oinsurgente.org/2012/05/05/l...s-portugueses/

    dados 2012

    Tanta gente a observar e tão poucos a trabalhar




  15. #15
    Piloto Lendário Obtuso's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2005
    Localização
    A 65m de altitude.
    Posts
    42,136

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por pmvs1981 Ver Post
    Aqui fica a lista de observatórios, quantos amiguinhos estão em cada um deles???

    Observatório do medicamentos e dos produtos da saúde
    Observatório nacional de saúde
    Observatório português dos sistemas de saúde
    Observatório vida
    Observatório do ordenamento do território
    Observatório do comércio
    Observatório da imigração
    Observatório para os assuntos da família
    Observatório permanente da juventude
    Observatório nacional da droga e toxicodependência
    Observatório europeu da droga e toxicodependência
    Observatório geopolítico das drogas
    Observatório do ambiente
    Observatório das ciências e tecnologias
    Observatório do turismo
    Observatório para a igualdade de oportunidades
    Observatório da imprensa
    Observatório das ciências e do ensino superior
    Observatório dos estudantes do ensino superior
    Observatório da qualidade em serviços de informação e conhecimento
    Observatório da comunicação
    Observatório das actividades culturais
    Observatório local da Guarda
    Observatório de inserção profissional
    Observatório do emprego e formação profissional
    Observatório nacional dos recursos humanos
    Observatório regional de Leiria
    Observatório permanente do ensino secundário
    Observatório permanente da justiça
    Observatório estatístico de Oeiras
    Observatório da criação de empresas
    Observatório Mcom
    Observatório têxtil
    Observatório da neologia do português
    Observatório de segurança
    Observatório do desenvolvimento do Alentejo
    Observatório de cheias
    Observatório da sociedade de informação
    Observatório da inovação e conhecimento
    Observatório da qualidade em serviços de informação e conhecimento
    Observatório das regiões em reestruturação
    Observatório das artes e tradições
    Observatório de festas e património
    Observatório dos apoios educativos
    Observatório da globalização
    Observatório do endividamento dos consumidores
    Observatório do sul Europeu
    Observatório europeu das relações profissionais
    Observatório transfronteiriço Espanha-Portugal
    Observatório europeu do racismo e xenofobia
    Observatório dos territórios rurais
    Observatório dos mercados agrícolas
    Observatório virtual da astrofísica
    Observatório nacional dos sistemas multimunicipais e municipais
    Observatório da segurança rodoviária
    Observatório das prisões portuguesas
    Observatório nacional dos diabetes
    Observatório de políticas de educação e de contextos educativos
    Observatório ibérico do acompanhamento do problema da degradação dos povoamentos de sobreiro e azinheira
    Observatório estatístico
    Observatório dos tarifários e das telecomunicações
    Observatório da natureza
    Observatório qualidade
    Observatório da literatura e da literacia
    Observatório da inteligência económica
    Observatório para a integração de pessoas com deficiência
    Observatório da competitividade e qualidade de vida
    Observatório nacional das profissões de desporto
    Observatório das ciências do 1º ciclo
    Observatório nacional da dança
    Observatório da língua portuguesa
    Observatório de entradas na vida activa
    Observatório europeu do sul
    Observatório de biologia e sociedade
    Observatório sobre o racismo e intolerância
    Observatório permanente das organizações escolares
    Observatório médico
    Observatório solar e heliosférico
    Observatório do sistema de aviação civil
    Observatório da cidadania
    Observatório da segurança nas profissões
    Observatório da comunicação local
    Observatório jornalismo electrónico e multimédia
    Observatório urbano do eixo atlântico
    Observatório robótico
    Observatório permanente da segurança do Porto
    Observatório do fogo
    Observatório da comunicação (Obercom)
    Observatório da qualidade do ar
    Observatório do centro de pensamento de política internacional
    Observatório ambiental de teledetecção atmosférica e comunicações aeroespaciais
    Observatório europeu das PME
    Observatório da restauração
    Observatório de Timor Leste
    Observatório de reumatologia
    Observatório da censura
    Observatório do design
    Observatório da economia mundial
    Observatório do mercado de arroz
    Observatório da DGV
    Observatório de neologismos do português europeu
    Observatório para a educação sexual
    Observatório para a reabilitação urbana
    Observatório para a gestão de áreas protegidas
    Observatório europeu da sismologia
    Observatório nacional das doenças reumáticas
    Observatório da caça
    Observatório da habitação
    Observatório do emprego em portugal
    Observatório Alzheimer
    Observatório magnético de Coimbra

    https://oinsurgente.org/2012/05/05/l...s-portugueses/

    dados 2012
    A bem da verdade o que interessa é o orçamento de cada um deles. Conheço alguns que não têm orçamento e funcionam por carolice de professores universitários que os mantêm activos, por exemplo.
    PePa gosta disto.

  16. #16
    Piloto de Testes pmvs1981's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2013
    Posts
    1,391

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Obtuso Ver Post
    A bem da verdade o que interessa é o orçamento de cada um deles. Conheço alguns que não têm orçamento e funcionam por carolice de professores universitários que os mantêm activos, por exemplo.
    O que interessa na minha opinião é o que se gasta e o que eles efectivamente acrescentam á sociedade.

  17. #17
    Piloto de Rallye PePa's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2005
    Localização
    Arredores
    Posts
    13,623

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por pmvs1981 Ver Post
    O que interessa na minha opinião é o que se gasta e o que eles efectivamente acrescentam á sociedade.
    Vocês estão dizer a mesma coisa quase...

    O que interessa é quais desses são pagos por dinheiros públicos, qual o orçamento, e quais os resultados.

  18. #18
    Piloto de Kart canicula's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2019
    Localização
    X
    Posts
    467

    Por Defeito

    País de idiotas.

    Era giro ver a NBA com essas quotas idiotas para brancos. Porque não para anões brancos, tinha de jogar sempre um anão branco nas equipas, pois anões e brancos é coisa rara no melhor basket do mundo.

    Estamos na mão destes idiotas dos BE, do PAN e PS, não há mais a dizer.
    RAD e petrus gostam disto.

  19. #19
    Tux
    Tux está online
    Piloto de Troféu Tux's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Posts
    9,873

    Por Defeito

    Mas o pessoal esta sempre a votar neles! E os que podem mudar o rumo do pais, preferem ver a novela em vez de ir votar.

  20. #20
    Piloto de Testes Aston007's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2004
    Localização
    Matosinhos, Portugal
    Posts
    1,199

    Por Defeito

    Viva, a propósito deste assunto, ontem no forum da tsf passou-se uma coisa surreal, um dos convidados a dar a sua opinião era uma activista do partido Livre e que foi apresentada como professora universitária negra. Até aqui tudo bem, o problema é que a senhora era gaga, muito gaga mesmo e pura e simplesmente não conseguiu dizer nada porque gaguejava muito. A situação foi muito constrangedora para o jornalista que estava a conduzir o programa.
    A mim sinceramente custa-me cada vez mais estar a viver numa época em que parece que está tudo maluco, então nesta questão dos racismos deixou de haver equilíbrio ou bom senso tanto de um lado como do outro.
    Faltou dizer que o tema do forum era este das quotas para minorias.

  21. #21
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Jan 2019
    Posts
    111

    Por Defeito

    Isto só vai parar quando se voltar a ser intolerante em relação a estes alucinados. Esta gente só vai até onde os deixarem ir

  22. #22
    Piloto de Rallye
    Data de Registo
    Sep 2015
    Posts
    11,332

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Aston007 Ver Post
    Viva, a propósito deste assunto, ontem no forum da tsf passou-se uma coisa surreal, um dos convidados a dar a sua opinião era uma activista do partido Livre e que foi apresentada como professora universitária negra. Até aqui tudo bem, o problema é que a senhora era gaga, muito gaga mesmo e pura e simplesmente não conseguiu dizer nada porque gaguejava muito. A situação foi muito constrangedora para o jornalista que estava a conduzir o programa.
    A mim sinceramente custa-me cada vez mais estar a viver numa época em que parece que está tudo maluco, então nesta questão dos racismos deixou de haver equilíbrio ou bom senso tanto de um lado como do outro.
    Faltou dizer que o tema do forum era este das quotas para minorias.
    o pior é quando tiver que ser médico e juiz à força
    um cigano qualquer com a 2 classe a fazer urgencia ou como juiz num processo

  23. #23
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Feb 2018
    Posts
    162

    Por Defeito

    Não gosto mesmo de medidas de discriminação positiva, mas teria a cabeça enterrada na areia se achasse que, na nossa sociedade, não existem os problemas que esta "discriminação" procura resolver. Haverá soluções melhores? Não sei... é mesmo muito complicado e mesmo com todo este mediatismo ainda não ouvi ninguém oferecer verdadeiras alternativas.

    Imaginemos um jovem de etnia cigana, o Lelo. O Lelo mostrou desde cedo ser atinado na escola e conseguiu prossegir os estudos. Enquanto trabalhava, conseguiu tirar a licenciatura/mestrado e termina com uma das melhores notas do seu ano. Tem um CV muito competitivo e é chamado a várias entrevistas. Para 3 das posições a que concorre é o candidato mais forte ainda que por uma margem não muito grande... até gostaram dele na entrevista. Vocês acham então que em Portugal ele vai receber 2 ou 3 propostas de trabalho? Acreditam mesmo nisso? Eu não, mas se calhar sou demasiado cínico.
    O que é que o Lelo poderia ter feito mais para melhorar a sua situação? Alienar-se da sua família? Mentir ou ocultar a sua origem? Ele tem culpa?

    E podem substituir o Lelo por um jovem negro, ou por uma jovem mulher casada ainda sem filhos em determinadas indústrias/profissões.

    São a estes individuos que se pretende chegar, exactamente porque a tão publicitada e aclamada meritocracia lhes falhou. Não me interessam os milhares de ciganos inassimiláveis (como diz a Sra com o seu preconceito á mostra) mas sim aqueles que procuram integrar-se, nem que sejam meia dúzia. O que fazer?

    Dito isto, também não confio nos nossos políticos para aplicar medidas destas de forma não leviana e populista. É fodi**!

  24. #24
    Piloto de Rallye
    Data de Registo
    Sep 2015
    Posts
    11,332

    Por Defeito

    isso não é assim
    se for bom tanto faz ser cigano ou não
    e vai para lá vestido a cigano com uma navalha? ou vai vestido normal e a falar normal?
    que isso interessa mesmo de ser cigano? Se quiser ser mesmo cigano nao consegue arranjar nada, nem estudar
    se se libertar dessa cultura consegue estudar e no fim do curso está igual aos colegas
    nao vai interessar para nada ser cigano
    tu imaginaste que seria o lelo ainda mas com o curso
    mas isso é impossivel
    ou é o lelo ou tira o curso , nao da as duas
    as duas só se o estado lhe oferecer o curso
    e assim como é lelo ninguem o quer
    a outra é tirar o curso como os outros e deixar de ser lelo
    é a adaptação que nós tambem fazemos

    alguem pode gostar de andar de chinelo no bairro, fumar uma ganza, snifar coca, vestir roupa larga ok ok
    mas se tirar um curso sei lá de direito , depois nao vai poder ir para o escritorio com a roupa rota e a fumar a ganza na porta\la dentro

  25. #25
    Piloto de Rallye
    Data de Registo
    Sep 2015
    Posts
    11,332

    Por Defeito

    será que aquela cigana que é advogada anda no tribunal a tentar roubar e matar as colegas e funcionarios? "ai rouboute e mato-te", acho que nao
    que mudou
    ora a sociedade obrigou-a a mudar...
    e se isso é mau, é o que é
    é igual para todos

  26. #26
    Piloto de Rallye
    Data de Registo
    Sep 2015
    Posts
    11,332

    Por Defeito

    todos nós temos que nos adaptar independemente da raça, religiao
    e é só isto
    o lelo tem que se adaptar como nós, pode ter que se adaptar mais, mas é só isso
    quem nao se adapta nao tem lugar na comunidade, isso aplica-se a todos

  27. #27
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Feb 2018
    Posts
    162

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por jktfah Ver Post
    será que aquela cigana que é advogada anda no tribunal a tentar roubar e matar as colegas e funcionarios? "ai rouboute e mato-te", acho que nao
    que mudou
    ora a sociedade obrigou-a a mudar...
    e se isso é mau, é o que é
    é igual para todos
    Lelo era nome próprio... não estilo de vida
    E tu sabes se essa advogada cigana (não sei a quem te referes especificamente) não sofreu discriminação na pele? Ou se não teve sempre que trabalhar mais arduamente para conseguir chegar onde chegou? Se nunca viu um colega menos competente a subir na carreira mais rapidamente?
    Se calhar basta no CV verem a morada de um bairo social e já tiram ilações. É disto que eu estava a falar.

    P.S: Acho que podias editar os teus post em vez de escrever vários sucessivamente

  28. #28
    Piloto de Rallye
    Data de Registo
    Sep 2015
    Posts
    11,332

    Por Defeito

    Também acontece ao contrário.
    Os professores não reprovam por ser de uma minoria. Como é óbvio o júri nunca podia (ia) chumba-la. Ninguém quer ser quem "reprovou a cigana" ou "o preto" ou "o pobrezinho".
    Tem sempre uma oportunidade por ser quem é e de onde veio. Oportunidade que outros não têm. É a tal discriminação positiva. Basta manter-se na linha que as pessoas com medo de ser "chamadas" de racistas ou xenofobas facilitam na escola, universidade e no mercado aceitam o currículo logo.
    O estilo de vida é incompatível com o nosso.
    Última edição por jktfah : 11-07-19 às 00:24:01

  29. #29
    Piloto de Testes pmvs1981's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2013
    Posts
    1,391

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por QRod Ver Post
    Lelo era nome próprio... não estilo de vida
    E tu sabes se essa advogada cigana (não sei a quem te referes especificamente) não sofreu discriminação na pele? Ou se não teve sempre que trabalhar mais arduamente para conseguir chegar onde chegou? Se nunca viu um colega menos competente a subir na carreira mais rapidamente?
    Se calhar basta no CV verem a morada de um bairo social e já tiram ilações. É disto que eu estava a falar.

    P.S: Acho que podias editar os teus post em vez de escrever vários sucessivamente
    Isso acontece sendo ou não cigano. Vai a câmeras municipais e juntas e vê o quão árduo eles trabalharam pra ter aquele lugar...

    Enquanto acharmos que nós somos mais racistas que eles ... enfim...

  30. #30
    Piloto de Rallye
    Data de Registo
    Sep 2015
    Posts
    11,332

    Por Defeito

    Outro post sucessivo, sorry.
    Ela como é cigana e tal entra no cej se fizer os mínimos. Entra onde quiser. Pode usar a carta "cigana".
    Não vão exclui-la (mesmo que com razão) fica logo o problema de ela eventualmente se queixar e levantar ondas .
    Pode concorrer a qualquer lada - se levar não pode muito bem estragar a imagem da empresa\sociedade, etc.

Página 1 de 3 12 ... ÚltimaÚltima

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  

O Motorguia . não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.
Contactos e Publicidade Motorguia.net | Carta por Pontos Usados Motorguia