As razões da crise... - Página 16

Página 16 de 28 PrimeiraPrimeira ... 615161726 ... ÚltimaÚltima
A mostrar resultados 451 para 480 de 822
Like Tree3Likes

Título: As razões da crise...

  1. #451
    Banido The Hunter's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2008
    Posts
    168

    Por Defeito

    Penso que também muitos portugueses não querem fazer nenhum, ou então pensam em ficar ricos de um dia para o outro.
    Tenho o exemplo de um conhecido que queria concorrer ao POPH, o novo programa do governo para a criação de residências e lares da terceira idade.
    Mas um dos artigos é este
    Artigo 8.º
    Entidades beneficiárias dos apoios
    1. Podem ter acesso aos apoios concedidos no âmbito da presente Tipologia de Intervenção pessoas colectivas de direito público ou pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos.

    Mas como não pode ser para fins lucrativos, pensa arranjar agora dinheiro na banca para poder ficar com lucro ao fim do ano.


  2. #452
    Piloto de Troféu
    Data de Registo
    Jun 2003
    Posts
    8,865

    Por Defeito Comunicação Social & crise

    Sou o único a achar que quem mais ajuda a empurrar o país para a crise é a comunicação social?

    Atenção que fábricas fecharem e despedimentos consequentes não são acontecimentos por acaso, mas a comunicação social não terá culpa de gerar medo a muito trabalhador?

    Acho que se fechassem essas notícias durante um par de meses, a coisa era capaz de não ir tão mal! O mundo está mesmo mal, isto tá muito mau mesmo, mas estes gajos não andam a ajudar o autocarro a cair na ravina?!?

    Ando um tanto farto de ouvir estes gajos!! Qualquer dia um gajo lê o destak que sai de manhã e tem as taxas no cabeçalho (euribor, petróleo), e temos também o nº de despedimentos previstos para o dia...

    Há infelizmente muita gente que está numa situação delicada, mas estes gajos acho que abusam um bocado... as pessoas precisam de "respirar" um bocado...

  3. #453
    Piloto de Testes ricardop's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2003
    Localização
    Por ai algures!!!
    Posts
    4,723

    Por Defeito

    Eu convidava-os a tentar contar o numero de vezes que a palavra "crise" é dita/escrita nos diversos meios de comunicaçao social. Ok estamos num periodo conturbado não há duvidas, mas já me parece histeria colectiva, e qualquer coisa, a crise serve de pretexto/desculpa.

  4. #454
    Piloto de Troféu
    Data de Registo
    Jun 2005
    Localização
    Rua Sésamo
    Posts
    6,585

    Por Defeito

    Agora até a crise é culpa dos jornalistas?!

  5. #455
    foo
    foo está offline
    Piloto de Testes foo's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2005
    Localização
    Babilónia
    Posts
    3,000

    Por Defeito

    Os jornalistas andam a falar de crise desde 199x, ou são uns génios da economia ou estavam mesmo ansiosos.

    Basta pensar para uma estação de tv o que é que dá mais audiência, um noticiário quando está tudo bem, ou um noticiário em tempo de guerra ou crise?

    O que é que ganham quando está tudo bem? Nada.

    O que é que perdem se andarem de forma irresponsável a chamar crise e a empolgar acontecimentos de forma sensacionalista? Nada.

    Por isso é que hoje em dia ver programas noticiosos na televisão serve para mais para desinformar do que para informar.


  6. #456
    Piloto de Testes rjtd's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2007
    Posts
    2,152

    Por Defeito

    Um país democrático não pode existir sem uma comunicação social independente. Os benefícios superam de longe os malefícios.

  7. #457
    Chefe de Equipa Diamondplus's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2006
    Localização
    Portugal
    Posts
    28,318

    Por Defeito

    Eu acho é que um gajo por vezes até fica mal-disposto e saturado de ouvir as noticias (é só desgraças), só apetece desligar o televisor...

  8. #458
    Piloto de Troféu DeBeF's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    LX - PT - EU
    Posts
    6,008

    Por Defeito

    É verdade sim senhor!!!!

    Esta comunicação social mete nojo!!!!

    Muita gente que viveria na boa sem problemas já anda a bater com a cabeça na parede!!!!! Baixa-se o consumo privado e depois é que vem a verdadeira crise!!!!

    Andam a empurrrar o pais para a crise e não vão ser responsabilizados por isso!!!!

    E não digo mas nada, senão....

  9. #459
    Banido erocha's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2008
    Posts
    2,287

    Por Defeito

    Depois de fazer esta pesquisa, não acho que o problema esteja apenas na comunicação social:

    http://forum.autohoje.com/search.php?searchid=2128750

  10. #460
    Piloto de Testes UmDois's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2005
    Localização
    braga, , Portugal.
    Posts
    3,435

    Por Defeito

    Já o disse!

    A verdadeira crise já passou.

    Agora há é uma crise de confiança que se reflete no consumo, essa falta de confiança é nitidamente alimentada pela comunicação social.

    Atualmente a única comunicação social que ainda se aproveita é a rádio. São imensas, não há a competição pela melhor, seja como for e pelo que for. Há uma competição mas não é tão renhida e a escolha sempre é maior, para além das rádios locais que dão a visão global, mas apenas o essencial, não perdem horas e horas a bater na mesma tecla.

  11. #461
    Banido erocha's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2008
    Posts
    2,287

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por um.dois Ver Post
    Já o disse!

    A verdadeira crise já passou.

    Agora há é uma crise de confiança que se reflete no consumo, essa falta de confiança é nitidamente alimentada pela comunicação social.

    Atualmente a única comunicação social que ainda se aproveita é a rádio. São imensas não há a competição pela melhor seja como for e pelo que for, há uma competição mas não é tão renhida e a escolha sempre é maior para além das rádios locais que dão a visão global mas apenas o essencial, não perdem horas e horas a bater na mesma tecla.
    A verdadeira crise ainda não começou

  12. #462
    Piloto de Testes UmDois's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2005
    Localização
    braga, , Portugal.
    Posts
    3,435

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por erocha Ver Post
    Depois de fazer esta pesquisa, não acho que o problema esteja apenas na comunicação social:

    http://forum.autohoje.com/search.php?searchid=2128750
    Tens razão, não está apenas...

  13. #463
    Piloto de Testes UmDois's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2005
    Localização
    braga, , Portugal.
    Posts
    3,435

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por erocha Ver Post
    A verdadeira crise ainda não começou
    A crise por falta de consumo... quem é responsável pela falta de confiança?

    Disse e volto afirmar.

    A comunicação social não começou a crise mas prolongou-a e agudizou-a.

  14. #464
    eu
    eu está offline
    Piloto Veterano
    Data de Registo
    Feb 2003
    Localização
    , , .
    Posts
    23,623

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por um.dois Ver Post
    Já o disse!

    A verdadeira crise já passou.


    Era bom, era

    Infelizmente, a crise actual é apenas uma pequena amostra do que aí vem.

    Se a comunicação social caracterizasse correctamente a situação do País e o que nos espera nas próximas décadas, nem imaginam como seriam as notícias.

  15. #465
    Piloto de Testes UmDois's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2005
    Localização
    braga, , Portugal.
    Posts
    3,435

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por eu Ver Post


    Era bom, era

    Infelizmente, a crise actual é apenas uma pequena amostra do que aí vem.

    Se a comunicação social caracterizasse correctamente a situação do País e o que nos espera nas próximas décadas, nem imaginam como seriam as notícias.
    Ok
    Qual era a taxa de cumprimento dos créditos quando o petróleo estava a 75dlrs e a taxas de juros superiores a 4%.

    Volto a dizer a crise atual, que existe, é de confiança. É uma consequência do dramatismo que se vive. Agora, a crise pelos efeitos que ela começou, já era!

  16. #466
    Banido erocha's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2008
    Posts
    2,287

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por um.dois Ver Post
    A crise por falta de consumo... quem é responsável pela falta de confiança?

    Disse e volto afirmar.

    A comunicação social não começou a crise mas prolongou-a e agudizou-a.
    Tens razão que esta crise é devida a falta de confiança. Mas muito mais do que parar o consumo, acabou com o credito às PME.
    A economia funciona com o credito. Os fornecedores, os transportadores, etc, é tudo pago a credito. sem credito, a roda parou de andar...

    Até agora, grosso modo, foram as instituiçoes financeiras a cair. Atras destas, o consumo e a confiança baixaram.
    As instituições, com falta de confiança (e liquidez) deixam de emprestar dinheiro. Como meio de obter liquidez, vendem acções, commodities e imobiliário (ainda mais, porque até foi aqui que começou a crise)
    Ao acontecer isto tudo, o Manel e a Maria pensam :" é melhor termos cuidado" e deixam de consumir.
    Ao deixarem de consumir, as empresas deixam de vender e têm aqui maisum entrava à obtenção de credito

    A Comunicação social só vai dando uns empurroezinhos...

    Fruto do meu trabalho, tenho lido bastantes relatorios de analistas pagos a peso de ouro e alguns com provas dadas...
    Entre eles há um consenso de que antes do 2 trimestre de 2010, não saimos da crise.
    Os mais pessimistas (que por acaso, penso poderem ter razão...) apontam para 10 anos de crise ( isto tendo em conta as medidas que já foram tomadas e que se prevêm que sejam tomadas...

  17. #467
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Jan 2004
    Localização
    , , Portugal.
    Posts
    1,105

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por um.dois Ver Post
    Já o disse!

    A verdadeira crise já passou.
    Exacto! Acho que foi o ministro da economia que também disse isso à uns meses. Esse homem é um iluminado, tal como tu.

  18. #468
    Piloto de Testes UmDois's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2005
    Localização
    braga, , Portugal.
    Posts
    3,435

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Manuel Jasmim Ver Post
    Exacto! Acho que foi o ministro da economia que também disse isso à uns meses. Esse homem é um iluminado, tal como tu.
    ...e o pai natal também! Não ouviste o que ele disse?


    E se tivesses colocado a frase que estava abaixo disso? Se calhar não gostas de ler e apagaste o que já cansava.

    edit: não leves a mal. foi só uma brincadeira com a tua provocaçãozita . :P
    Última edição por UmDois : 03-02-09 às 21:48:37

  19. #469
    eu
    eu está offline
    Piloto Veterano
    Data de Registo
    Feb 2003
    Localização
    , , .
    Posts
    23,623

    Por Defeito

    Infelizmente há uma outra crise a despontar em Portugal, devido ao facto de estarmos a atingir o limite máximo de endividamento perante o estrangeiro.

    Quando nos cortarem o crédito (o que vai acontecer brevemente) vão acontecer coisas TERRÍVEIS.

    Não pensem que sou um arauto da desgraça... isto é a realidade. Aliás, até às próximas eleições legislativas vamos andar todos iludidos; depois do próximo governo tomar posse vão ver o que nos espera.

    Preparem-se...
    Última edição por eu : 03-02-09 às 21:51:03

  20. #470
    rks
    rks está offline
    Piloto de Testes rks's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2006
    Localização
    Lisboa/Castelo Branco
    Posts
    3,108

    Por Defeito

    É impressionante a quantidade de profetas da desgraça presentes neste tópico... vocês são bons a prever o futuro e a dizer que o pior ainda está pra vir

  21. #471
    eu
    eu está offline
    Piloto Veterano
    Data de Registo
    Feb 2003
    Localização
    , , .
    Posts
    23,623

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por rks Ver Post
    É impressionante a quantidade de profetas da desgraça presentes neste tópico... vocês são bons a prever o futuro e a dizer que o pior ainda está pra vir
    Quando se tem dados concretos e dois dedos de testa é fácil prever um futuro negro.

    Tomara que estejamos errados. Mas infelizmente, temo que não...

  22. #472
    Piloto de Testes UmDois's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2005
    Localização
    braga, , Portugal.
    Posts
    3,435

    Por Defeito

    Todas as entrevistas que se vê na tv o que os jorbalistas perguntam em relação ao futuro é - "e que efeitos vai ter isso no futuro? E as familias de que forma é que vão sentir? etc etc" quando o entrevistador vê que não chega onde quer vai dramatizando as perguntas até chegar onde quer...

    O drama...
    O horror...
    A tragédia...

    Nunca perguntam se vai melhorar! E se melhorar que efeitos vai ter nas famílias.

  23. #473
    Piloto de Testes UmDois's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2005
    Localização
    braga, , Portugal.
    Posts
    3,435

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por eu Ver Post
    Quando se tem dados concretos e dois dedos de testa é fácil prever um futuro negro.

    Tomara que estejamos errados. Mas infelizmente, temo que não...
    Sim, o desemprego vai aumentar. Sim, há uma nova classe de pobres. Sim....

    Quem investe na bolsa nestes tempos deve assumir as perdas e ficar com o que tem...

    Quem tem um crédito duma casa, ou seja o que for, porque é que não vende mesmo com perdas e não assume as perdas, pensam que é só valorizar? Nos negócios ganha-se e perde-se, um crédito é um negócio....

    Quem vai para o desemprego estando empregado de longa data tem o subsídio do desemprego.

    Neste aspeto, como dizem, e bem, problema pode ser a dívida externa.

  24. #474
    Piloto de Troféu jomaso's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2004
    Localização
    Santa Maria de Lamas
    Posts
    6,482

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por nogueira_ribeiro Ver Post
    Sou o único a achar que quem mais ajuda a empurrar o país para a crise é a comunicação social?

    Atenção que fábricas fecharem e despedimentos consequentes não são acontecimentos por acaso, mas a comunicação social não terá culpa de gerar medo a muito trabalhador?

    Acho que se fechassem essas notícias durante um par de meses, a coisa era capaz de não ir tão mal! O mundo está mesmo mal, isto tá muito mau mesmo, mas estes gajos não andam a ajudar o autocarro a cair na ravina?!?

    Ando um tanto farto de ouvir estes gajos!! Qualquer dia um gajo lê o destak que sai de manhã e tem as taxas no cabeçalho (euribor, petróleo), e temos também o nº de despedimentos previstos para o dia...

    Há infelizmente muita gente que está numa situação delicada, mas estes gajos acho que abusam um bocado... as pessoas precisam de "respirar" um bocado...
    A crise é real. A forma como é sentida depende muito da região em que vives.
    E já ía sendo tempo do pessoal deixar de tentar tapar o sol com a peneira.
    O jornalismo faz o que tem de fazer. Até podiam amanhã todos dizer que a crise tinha acabado como disse o nosso Ministro das Finanças há uns tempos atrás. Mas de nada valia.
    Nós vamos para onde vai o mercado. Ele tem sempre mais força.
    Última edição por jomaso : 03-02-09 às 22:40:36

  25. #475
    v7
    v7 está offline
    Banido v7's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2005
    Localização
    Lisboa, Portugal
    Posts
    32,659

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por nogueira_ribeiro Ver Post
    Sou o único a achar que quem mais ajuda a empurrar o país para a crise é a comunicação social?

    Atenção que fábricas fecharem e despedimentos consequentes não são acontecimentos por acaso, mas a comunicação social não terá culpa de gerar medo a muito trabalhador?

    Acho que se fechassem essas notícias durante um par de meses, a coisa era capaz de não ir tão mal! O mundo está mesmo mal, isto tá muito mau mesmo, mas estes gajos não andam a ajudar o autocarro a cair na ravina?!?

    Ando um tanto farto de ouvir estes gajos!! Qualquer dia um gajo lê o destak que sai de manhã e tem as taxas no cabeçalho (euribor, petróleo), e temos também o nº de despedimentos previstos para o dia...

    Há infelizmente muita gente que está numa situação delicada, mas estes gajos acho que abusam um bocado... as pessoas precisam de "respirar" um bocado...
    Acho que a repetição constante dos problemas, despedimentos, etc. cria um fenómeno de depressão colectiva que não ajuda nada.

    Além de que o funcionamento por ondas não me agrada nada. Com isto quero dizer que passamos de tema em tema, ora foram os assaltos às bombas e clima de insegurança, ora as contestações dos professores, ora o caso free port, etc.

    Há muito pouca seriedade e rigor, o que vende é o sensacionalismo

  26. #476
    Piloto de Troféu jomaso's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2004
    Localização
    Santa Maria de Lamas
    Posts
    6,482

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por v7 Ver Post
    Acho que a repetição constante dos problemas, despedimentos, etc. cria um fenómeno de depressão colectiva que não ajuda nada.

    Além de que o funcionamento por ondas não me agrada nada. Com isto quero dizer que passamos de tema em tema, ora foram os assaltos às bombas e clima de insegurança, ora as contestações dos professores, ora o caso free port, etc.

    Há muito pouca seriedade e rigor, o que vende é o sensacionalismo
    Eu não vejo onde está o sencionalismo. Não é tudo verdade?
    Parece-me é que existem pessoas que têm dificuldades em ver a realidade. Mas antes assim.

  27. #477
    Piloto de Troféu
    Data de Registo
    Jun 2003
    Posts
    8,865

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por jomaso Ver Post
    A crise é real. A forma como é sentida depende muito da região em que vives.
    E já ía sendo tempo do pessoal tentar tapar o sol com a peneira.
    O jornalismo faz o que tem de fazer. Até podiam amanhã todos dizer que a crise tinha acabado como disse o nosso Ministro das Finanças há uns tempos atrás. Mas de nada valia.
    Nós vamos para onde vai o mercado. Ele tem sempre mais força.
    Infelizmente tive mesmo que abdicar de muita coisa para ir para onde vai o mercado, como referiste e muito bem.

    E há muita gente que infelizmente sofre mesmo com a crise, que existe mesmo e ainda está para vir o pior...

    Contudo os meios de comunicação levam as coisas de uma forma que se torna modelo de vida falar de crise. Não há notícias, desapareceu tudo, é só a crise. Pelo meio fala-se 1 ou 2 dias de Freeport (também mete nojo já), corrupção (mas pouco), avaliação de professores (1 que outro dia por mes), e de novo à crise!!!


    A comunicação social não criou a crise, mas manipula a informação da forma que quiser!Quantas vezes lemos um cabeçalho num jornal que nos desperta a atenção, e ao ver bem o conteúdo não é nada do que dizia no cabeçalho?

    Tipo, a dias li numa página inicial de um jornal "Cristiano Rolando operado...", quando li a notícia, foi mesmo operado...quando tinha 15 anos... embora não explique a crise, explica como a CS coloca a informação de forma a despertar o leitor.

    É bom que haja meios de divulgação, mas que não sejam estes a ditar o dia-a-dia de um gajo, que acorda, liga a tv, crise, vai num transporte, le um jornal, crise, vai a net, crise, vai ao wc...enfim...

  28. #478
    Piloto de Troféu jomaso's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2004
    Localização
    Santa Maria de Lamas
    Posts
    6,482

    Por Defeito

    Eu não concordo que os media estejam a fazer um mau trabalho ou a manipular a informação. Se me disserem que podiam gastar menos tempo com este tipo de noticias ok, até entendo, mas aí também falta saber até que ponto será bom ou não as pessoas saberem a realidade.

    Vejam como é real...

    Desemprego atinge mais sectores automóvel e têxtil
    Os sectores têxtil e automóvel foram os mais atingidos pela onda de despedimentos que se viveu em Portugal no mês de Janeiro. A maioria dos desempregados está em empresas que fornecem as fábricas de automóveis. A realidade dos números não é ainda conhecida. Aqui se faz um percurso pelos despedimentos anunciados publicamente. Veja quais.

    --------------------------------------------------------------------------------

    Rui Neves

    Helena Garrido



    Os sectores têxtil e automóvel foram os mais atingidos pela onda de despedimentos que se viveu em Portugal no mês de Janeiro. A maioria dos desempregados está em empresas que fornecem as fábricas de automóveis. A realidade dos números não é ainda conhecida. Aqui se faz um percurso pelos despedimentos anunciados publicamente.

    Actividades ligadas directa ou indirectamente ao sector automóvel e ao têxtil e vestuário estão a ser as mais violentamente afectadas pela crise económica em Portugal. A esmagadora maioria dos despedimentos anunciados concentram-se nesses sectores.

    O Norte de Portugal é a zona do País que está a ser mais afectada pelo desemprego. E várias das empresas que anunciaram despedimentos estão ligadas a multinacionais, designadamente com origem na Alemanha.

    O que se passa em Portugal na fileira de produção do automóvel pode ser considerado um reflexo da crise global que o sector atravessa. Os problemas que enfrentam os sectores do segmento do têxtil, vestuário e calçado parecem ser consequência de reestruturações ou fragilidades estruturais das empresas. Ao lado destes sectores estão empresas de media e do turismo, nomeadamente hotéis. Um mês de Janeiro em que praticamente todos os dias foram anunciados despedimentos em Portugal.

    EM JANEIRO SEM DATA EXACTA

    Com o grupo alemão em processo de insolvência, a fábrica portuguesa da multinacional Quimonta em Vila do Conde não tem renovado os contratos a prazo prazo. Em Janeiro, deverá ter já dispensado mais de 400 temporários. Mas o seu encerramento coloca em risco 1700 trabalhadores. No turismo houve notícias sobre hotéis em Lisboa: O Ritz Four Seasons, o Sheraton Lisboa, o Marriott. o Tivoli Hotéis e o Lapa Palace rescindiriam, no total, 120 contratos de trabalho. No Casino Estoril houve 40 rescisões de contratos de trabalho. A fusão da Sumol com a Compal levou ao despedimento de 120 pessoas. A Silva & Sistelo fábrica de vestuário em Gondomar encerrou pró falência. Empregava 150 pessoas.


    O caso da Lactogal
    A Lactogal que vai encerrar a sua fábrica em Avis, deixando sem emprego 80 pessoas, tem como determinante da sua decisão a concentração da produção em Oliveira de Azeméis. Dia 31 de Julho de 2008 o Governo aprovou um contrato de investimento para a Lactogal, no valor de 48 milhões de euros, prevendo-se na altura a criação de 160 postos de trabalho. O objectivo era criar uma unidade industrial em Oliveira de Azeméis que vai concentrar a produção da empresa que está actualmente dividida em duas unidades fabris. É essa fábrica que inicia agora a sua laboração, levando ao encerramento da unidade de Avis. A empresa fábrica no Alentejo ainda se vai manter em laboração durante o mês de Fevereiro para a escoar a produção, mantendo-se 30 trabalhadores em actividade.


    O DIA A DIA DOS DESPEDIMENTOS EM JANEIRO

    7 de Janeiro de 2009

    Tyco Electronics Portugal suspende contratos
    Suspensão de contratos: 536 pessoasActividade: Componentes para automóveisLocalização: ÉvoraOrigem: Estados UnidosTem 1600 trabalhadores e anunciou a suspensão de 536 contratos de trabalho por seis meses. Abriu as portas em Évora no ano de 1969.

    13 de Janeiro

    Autoeuropa despede e ajusta produçãoDespedimentos: 250 trabalhadores temporários e suspensão da produçãoActividade: AutomóvelLocalização: PalmelaOrigem: Alemanha, Grupo VWUma das maiores exportadoras portuguesas programa suspender a sua produção ao longo deste trimestre num total de 33 dias, 17 numa linha de produção e 16 noutra. Deixou de dar emprego a cerca de 250 trabalhadores temporários e emprega 3.028 pessoas.

    Impala despede 16 pessoas Despedimento: 16 pessoasActividade: Media Localização: LisboaO grupo encerrou três revistas e, na sequência disso, despediu 16 pessoas

    16 de Janeiro

    Controlinveste anuncia despedimento colectivoDespedimento: 122 pessoasActividade: Media Comunicação SocialLocalização: Lisboa e PortoA Controlinveste, detentora, entre outros, dos títulos Diário de Notícias, Jornal de Notícias e 24 Horas, anuncia o dspedimento colectivo de 122 pessoas

    17 de Janeiro

    Borgstena – despede 120 pessoas e reduz actividade Despedimento: 120 pessoasActividade: Tecidos para automóveisLocalização: NelasOrigem: HolandaA multinacional holandesa Borgstena pretende reduzir o número dos seus trabalhadores de 280 que empregava no início do ano para 180 ou 176, segundo afirmações do seu administrador Jorge Machado.

    Continental Mabor despede Despedimento: 80Actividade: Automóvel/ pneusLocalização: Lousado, Vila Nova de Famalicão A empresa anunciou aos 80 trabalhadores que não renovará os seus contratos. A empresa produzia em média 50 mil pneus por dia. A 14 de Outubro de 2005 o Ministro da Economia e Inovação, Manuel Pinho, assistiu ao embarque do primeiro fornecimento de pneus, produzido pela empresa para a Land Rover. O investimento realizado para o efeito foi de 25,9 milhões de euros, 3,4 milhões dos quais para formação profissional. Um projecto que criou, na altura, 15 postos de trabalho.

    Jornal da Madeira despede 20 pessoas

    Despedimento: 20 pessoasActividade: Media Localização: FunchalDespedimento colectivo de 20 pessoas

    20 de Janeiro
    Faurecia despede 250 pessoas
    Despedimento: 250 pessoasActividade: Componentes para automóveisLocalização: Palmela A empresa vai despedir 250 dos actuais 3.500 trabalhadores

    21 de Janeiro


    Philips encerra

    Despedimento: 70 trabalhadoresActividade: Produção de controlos remotosLocalização: OvarOrigem: HolandaA Philips em Ovar iniciou já o processo de despedimento colectivo. Vai encerrar a sua fábrica em Ovar, transferindo a produção para a China. A fábrica da multinacional holandesa estava em Portugal há cerca de 40 anos e já empregou 2500 pessoas. Começou a transferência da sua produção para a Eslováquia.

    Sonae Indústria despede 42 pessoas
    Despedimento: 42 pessoasActividade: MóveisLocalização: Paredes e AlcanedeA Sonae Indústria anunciou o despedimento colectivo de 42 dos 130 trabalhadores das fábricas da Móvelpartes, em Paredes e Alcanede.Já no dia 16 de Janeiro a Spanboard Products Limited, subsidiária da Sonae Indústria, anunciou em comunicado à CMVM que entrou em negociações com os trabalhadores e sindicatos sobre o futuro das operações na sua fábrica na Irlanda do Norte, tendo já avançado que vai ter que proceder a despedimentos

    23 de Janeiro


    Ecco’let – anuncia despedimento colectivo
    Despedimento: 180 dos 320 trabalhadoresActividade: CalçadoLocalização: São João da Ver, Santa Maria da FeiraOrigem: Dinamarca A empresa Ecco’let vai despedir 180 dos seus 320 trabalhadores, revelou Sindicato do Calçado de Aveiro e Coimbra. Abriu as portas em 1984 e chegou a empregar 1700 pessoas. A empresa dinamarquesa anunciou que vai encerrar a produção de sapatos em Santa Maria da Feira, mas quer alargar o seu Centro de Investigação e Desenvolvimento (CI&D) na mesma unidade. A Ecco foi fundada em 1963 na cidade Bredebro na Dinamarca e pertence á família Toosbuy. Hanni Toosbuy Kasprzak, filha de Birte and Karl Toosbuy, é a única proprietária do grupo que está presnete em Portugal, Eslováquia, China, Indonésia e Tailândia

    Intipor encerra
    Desempregados: 140 pessoasActividade: TêxtilLocalização: Amares, Braga A fábrica está em processo de insolvência. Em Dezembro, os então 154 não receberam os subsídios de Natal.

    24 de Janeiro

    Peugeot – Citroen despede um terço dos empregados
    Despedimento: 400Actividade: AutomóvelLocalização: MangualdeOrigem: França A Peugeot- Citroen de Mangualdde vai despedir 400 empregados temporários dos seus 1200 trabalhadores e suspendeu a actividade por 13 dias até dia 4 de Fevereiro. No início do ano já tinha despedido 80 pessoas com contratos efectivos e admite que pode ir mais longe ainda este ano.

    27 de Janeiro

    Leonis Viana em encerramento temporário
    Encerramento temporárioEmprego: 700 pessoasActividade: Cablagens para automóveisLocalização: Viana do CasteloOrigem: Alemanha A fábrica Leoni Viana vai encerrar 23 dias ao longo dos próximos seis meses e a partir de Fevereiro. Emprega 700 pessoas e é de origem alemã. De acordo com o coordenador da União de Sindicatos de Viana do Castelo, Branco Viana, os trabalhadores deverão receber menos 200 euros em cada um dos meses, devido a esse encerramento temporário.

    Euronadel encerra
    Desempregados: 182 pessoasActividade: produção de agulhas (para a indústria têxtil)Localização: CascaisOrigem : Alemanha, grupo Groz-Beckert Miroslav Svedja, vice-presidente da Groz-Beckett, anunciou que “a decisão é irreversível”. A decisão coloca no desemprego 182 trabalhadores aos quais a administração promete indemnizações superiores ao exigido por lei.

    A quebra das vendas, aliada à forte concorrência asiática, foram as duas razões que estiveram na origem do encerramento da filial portuguesa, que produz agulhas para as indústria têxtil, do vestuário e couro.

    Conjuli - Sociedade Confecções com salários em atraso
    Salários em atraso: 25 pessoasActividade: ConfecçõesLocalização: Vila Nova de Famalicão Salários em atraso de 25 trabalhadoras vinham desde o ano passado. As trabalhadoras suspenderam agora o contrato.

    A Qimonda, em processo de negociação, é um dos casos a acompanhar.

    in Jornal de Negócios

  29. #479
    Piloto de Troféu jomaso's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2004
    Localização
    Santa Maria de Lamas
    Posts
    6,482

    Por Defeito

    Ainda faltam empresas como o Grupo Subercor, Sonae ou o Amorim...
    Os 193 funcionários é uma espécie de 99,90€. O nº real deve passar bem os 200...

    Grupo Amorim vai dispensar 193 trabalhadores

    No grupo Amorim, a decisão era inevitável, tendo em conta a crise. O grupo vai dispensar 193 trabalhadores. Pela primeira vez na história da empresa fala-se em despedimento colectivo.

    Em declarações à RTP N, o director de comunicação do grupo Amorim, Carlos Jesus, confirmou o despedimento de 193 trabalhadores da empresa e justificou essa medida com a crise financeira.

    «Toda a gente conhece as condições que temos a nível global. Não é uma crise criada certamente em Portugal e não é uma crise criada na Corticeira Amorim», sublinhou o director de comunicação.

    Carlos Jesus afirmou que esta é uma «situação inaudita», já que «é a primeira vez na história da empresa que se fala na possibilidade de um despedimento colectivo, apesar de lembrar que a Corticeira Amorim irá procurar «sempre optar por uma negociação mais vantajosa com os trabalhadores e os quadros».
    Última edição por jomaso : 03-02-09 às 22:58:07

  30. #480
    Piloto de Testes UmDois's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2005
    Localização
    braga, , Portugal.
    Posts
    3,435

    Por Defeito

    Como prova do sensacionalismo na comunicação social basta pensar no caso da avaliação dos professores.

    Qual foi o tempo médio dedicado a isso na primeira semana do ano (uma semana escolhida à sorte, mas recente) e qual foi o tempo dedicado a semana passada? O que foi alterado desde então?


    A comunicação social é fundamental.

    Não acho é que esteja à altura do estatuto que tem.

Página 16 de 28 PrimeiraPrimeira ... 615161726 ... ÚltimaÚltima

Tópicos semelhantes

  1. [Mercado] AUDI - Crise? Qual Crise? Vendas na China crescem 77%
    Por HaagenDazs na secção FÓRUM GERAL
    Respostas: 199
    Último Post: 12-04-10, 23:28:09
  2. Crise, qual crise??
    Por manucas na secção FÓRUM GERAL
    Respostas: 5
    Último Post: 05-02-09, 22:13:09
  3. A crise está em crise por Ricardo Araújo Pereira
    Por Nthor na secção OFF Topic
    Respostas: 36
    Último Post: 20-12-08, 13:02:40
  4. A maldade humana. Que razões?...
    Por PeLeve na secção OFF Topic
    Respostas: 67
    Último Post: 18-01-07, 21:57:12

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •